sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O que é biblioteca digital?

O que é biblioteca eletrônica, biblioteca virtual, e biblioteca digital, biblioteca on-line, biblioteca híbrida e repositórios institucionais?será que tantos tipos de biblioteca representam uma evolução da biblioteca tradicional?Já começamos a  leitura de vários textos para nos ajudar no entendimento destes termos. Um dos textos selecionados para esta leitura é o artigo de Sayão denominado: afinal o que é biblioteca digital? Uma parte deste texto( Visões sobre as bibliotecas digitais) que contém as definições de biblioteca digital foi representado em um mapa mental usando a ferramenta Mindmeister (software para a elaboração de mapas mentais). Veja abaixo este mapa mental. Para ter uma visão melhor deste mapa você pode dar um zoom, clicando nos sinais de + e de - (que estão na barra de ferramentas da imagem abaixo) ou então arrastar o mouse no próprio mapa para entender e visualizar melhor as informações ou ainda, clicar em tela cheia para ver todo o mapa mental. Vale a pena ler o texto completo, clique no título para acessar o artigo na íntegra. Vamos usar todo este material para  as discussões em sala de aula.  A elaboração deste mapa conceitual teve o propósito de subsidiar, em sala, uma discussão acerca do conceito e das diferentes visões apresentadas pelo autor sobre biblioteca digital. A ideia de apresentá-lo aos alunos para uma discussão suscitou muitos comentários interessantes. Por isto, gosto de usá-lo para motivar cada um de vocês a deixar aqui o seu comentário. Observem que inúmeras reflexões foram  deixadas aqui mostrando a visão de alunos de biblioteconomia, de museologia e de tantos outros leitores.
Veja o mapa abaixo e deixe o seu comentário!!!
.

((•)) Ouça este post

194 comentários:

  1. O mapa aqui sintetiza muito bem as idéias de Sayão em seu texto: afinal o que é biblioteca digital? Mostra que cada área de interesse:tecologia da informação, biblioteconomia, ciência da informação, arquivologia, museologia e gestão do conhecimento; utiliza uma definição para o tema de acordo com seus interesses. Aqui fica claro que o termo biblioteca digital ainda está em fase de amadurecimento e que será necessário muita discussão para se chegar a um consenso sobre qual seria a melhor definição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tânia Regina
      5ºperíodo/biblioteconomia.

      Excluir
    2. Luzimira de Abreu
      5º Período - Biblioteconomia

      O mapa é bem explicito, define as áreas de interesse, também conceitua o que é biblioteca digital e traz informações tenta clarear o que é biblioteca digital, mesmo assim há uma definição precisa, mas à medida que o termo for discutido pode vir a clarear mais o conceito de biblioteca digital. Conforme o texto de Cunha existe algumas características em comum entre biblioteca convencional e digital que é o objetivo principal da biblioteca digital como a convencional é a organização centrada no usuário. Sendo que organizar, preservar e organizar os recursos organizacionais são o objetivo maior da biblioteca digital. A biblioteca digital vem ampliando o acesso de alguns documentos. A qualidade e a flexibilidade na busca e recuperação da informação.

      Excluir
    3. O mapa conceitual retrata os principais conceitos retratados no artigo do Sayao. O texto é mais amplo e mais detalhado apresentando conceitos da biblioteca digital de autores renomados, convergência e divergência na comparação entre a biblioteca tradicional e digital. Thales Eduardo Correia Duarte, quinto período do curso de biblioteconomia, turno: vespertino. ufmg.

      Excluir
  2. Pollyanna Miranda (5ºperíodo/biblioteconomia).

    Com a leitura do mapa conceitual, pode-se dizer que a biblioteca digital é um grande guarda-chuva. O mapa deixa de forma bem explicada o conteúdo do texto de (SAYÃO, 2008/2009). O mapa tem um dialogo direto com o texto, com uma representação explicita dos conceitos compartilhando a aprendizagem. “A idéia de biblioteca digital tem muitas faces, mas nenhuma delas a define completamente e esgota todos seus significados” (SAYÃO, 2008/2009 p. 15).

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Eu concordo com Sayão (2008/2009, p.15) “A ideia de biblioteca digital tem muitas faces, mas nenhuma delas a define completamente e esgota todos seus significados." Eu tinha uma ideia sobre o que seria uma biblioteca digital, mas depois de ler Sayão (2008/2009), vejo que não tinha uma ideia muito completa sobre esse assunto.
    O "conceito ainda está em gestação" como foi citado no mesmo texto. Acredito que ainda seja cedo não apenas para se ter uma definição clara e definitiva do que seja uma biblioteca digital, mas também acontece o mesmo para se conceituar as bibliotecas virtuais e as híbridas. O que eu pensava a respeito de uma biblioteca híbrida se assemelha bastante às características de uma biblioteca digital citada no texto (SAYÃO, 2008/2009, p.14) por isso considero ser prematuro uma conclusão definitiva sobre tais conceitos.

    Fonte: SAYÃO, Luis Fernando. Afinal, o que é biblioteca digital? Revista USP, São Paulo, n. 80, p. 6-17, dez./fev. 2008/2009.

    Regina Rodrigues.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciene Ribeiro (5º período/Biblioteconomia)

      A partir das leituras realizadas,dos comentários anteriores (Regina Rodrigues) e do autor SAYÃO vejo e concordo com os mesmos. O conceito de Biblioteca Digital não é "algo" que está pronto e acabado, já totalmente constituído. Percebe-se que não há uma definição madura, fixa pontua do pelo autor sobre o conceito. Ainda está em construção, maturação.

      Excluir
  5. Talita Alessandra (Biblioteconomia/5ºPeríodo)

    Concordo plenamente com os comentários anteriores, pois o mapa conceitual consegue expressar “visualmente” o que é apresentado no artigo de Sayão, possibilitando uma leitura fácil e dinâmica de suas ideias. Dessa maneira, o abrangente conceito de biblioteca digital pode ser mais facilmente explorado pelo leitor (mesmo diante das diversas definições apresentadas para tal conceito nas variadas áreas), principalmente devido à maneira otimizada e objetiva com a qual os dados estão dispostos no mapa conceitual.

    ResponderExcluir
  6. Renata Vinhal (Biblioteconomia/5º período)

    Concordo com os comentários relatados acima, pois, o mapa conceitual resumi os pontos relevantes do artigo de Sayão, mostrando nitidamente como segue a evolução da biblioteca digital,e que apesar de ainda não ter uma definição madura, os campos de pesquisa que tratam seu assunto a definem muito claramente. O mapa conceitual foi uma ótima ponte para o entendimento sobre o que seja uma biblioteca digital.

    ResponderExcluir
  7. Everardo Biblioteconomia.

    Gostei muito do mapa mental, penso que foi muito bom para gravarmos melhor as visões que o autor do texto nos queira passar do que seja uma Biblioteca digital, de como os profissionais de áreas de conhecimentos diferentes pensam a respeito do mesmo tema. Os conceitos ficaram mais claros na minha mente, uma vez que o mapa conceitual foi bem objetivo.

    ResponderExcluir
  8. O mapa mostra com clareza que a biblioteca digital possui múltiplos significados influenciados pelas diversas perspectivas dos atores que nelas atuam. É um conceito que está em construção e que se refere, conforme Sayão, não apenas a um repositório de informações digitais, mas a um espaço dinamicamente configurado onde o conhecimento será produzido e compartilhado de uma forma que não sabemos ainda dimensionar. Míriam Novaes Machado - Biblioteconomia - 5º período-manhã.

    ResponderExcluir
  9. Ao analisar o mapa conceitual, e ler o texto do Sayão onde ficou mais sintetizado a definição foi, neste parágrafo do texto:"A busca por uma definição mais precisa e consensual para a biblioteca digital esbarra também na existência de três termos-biblioteca digital, biblioteca eletrônica e biblioteca virtual- que possuem diferentes significados, mas que são usados frequentemente para designar a mesma coisa."(Valéria)

    ResponderExcluir
  10. Bruna Cappuccio R. Mendes - Biblioteconomia/5ºperíodo M.

    Conforme o texto do SAYÃO,”Afinal o que é biblioteca digital?” e o mapa conceitual acima percebemos claramente a definição de Biblioteca Digital e quais são seus usuários reais, como por exemplo, arquivistas, políticos e governantes, cientistas da computação, educadores e professores, editores, entre outros. Também nos mostra como ela é complexa no âmbito tecnológico e organizacional, mas sendo de fácil acesso, assim disseminando a informação para o usuário com precisão e rapidez.

    ResponderExcluir
  11. Juzelia Drumond - Biblioteconomia/5ºperíodo

    Mesmo que ainda não se tenha chegado á um consenso para a definição de Biblioteca Digital, percebe-se no mapa que essa possui uma coleção de serviços e objetos informacionais, que facilitam a utilização dos serviços e a comunicação entre as pessoas interessadas, para um compartilhamento de conhecimentos a qualquer hora e em qualquer lugar, utilizando um computador conectado a uma rede. A ideia de biblioteca digital como um "ambiente distribuído que integra coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo de vida completo de criação, disseminação, uso e preservação de dados, informação e conhecimento" (Duguid, 1997).

    ResponderExcluir
  12. O mapa é uma acurada representação das idéias apresentadas no texto. As diferenças conceituais, a meu ver, mais que ontológicas, relacionam-se aos usos e expectativas dos profissionais envolvidos.
    (Wesley de Oliveira)

    ResponderExcluir
  13. Bárbara Emília ( 5° período / Biblioteconomia )

    É muito interessante o uso do mapa mental para representação gráfica do tema do artigo de Sayão - Afinal o que é biblioteca digital?. Pois o sistema dos mapas mentais funcionam como uma representação gráfica das ideias que se organizam em torno de um certo foco. No caso deste mapa, o tema, o foco central é a biblioteca digital está bem visível a complexidade da representação do assunto, pois existem uma pluralidade de visões. Concordo com os comentários acima e quando Sayão (2008/2009) diz que '' A busca por uma definição mais precisa e consensual para biblioteca digital esbarra também na existência de três termos – biblioteca digital, biblioteca eletrônica e biblioteca virtual – que possuem diferentes significados, mas que são usados frequentemente para designar a mesma coisa. “A ideia de biblioteca digital tem muitas faces, mas nenhuma delas a define completamente e esgota todos seus significados” Na representação do mapa podemos visualizar a integração de diversas áreas, evolução da disseminação e compartilhamento de conhecimento com isso surgem novas oportunidades mercadológicas para os profissionais da informação.''A comunidade de biblioteconomia e ciência da informação visualiza a biblioteca digital menos como um sistema de computação – uma máquina – e mais como uma instituição, como uma extensão lógica do que as bibliotecas vêm fazendo desde os tempos imemoriais, ou seja, adquirindo, organizando e disseminando conhecimento usando as tecnologias corrente.'' (SAYÃO, 2008/2009 ).


    Fonte: SAYÃO, Luis Fernando. Afinal, o que é biblioteca digital? Revista USP, São Paulo, n. 80, p. 6-17, dez./fev. 2008/2009.

    ResponderExcluir
  14. Bárbara Natacha (Biblioteconomia - 5º período / manhã)

    Concordo com todos os comentários acima dados.
    O mapa conceitual pontua e esclarece perfeitamente a visão de Sayão sobre o conceito de Biblioteca Digital.
    O mapa não só nos apresenta sua ideia (do Sayão) de forma clara como nos faz compreender e entender que existem sim diversos conceitos diferenciados de acordo com a necessidade e interesse de cada área do conhecimento e que um conceito geral ainda esta em faze de construção, desenvolvimento e conhecimento.

    Quem dera se todo texto que lemos viesse com um mapa conceitual desse para compreendermos melhor suas ideias!

    ResponderExcluir
  15. Gabriela de Almeida Tabordas - Biblioteconomia/5° Período-Manhã

    A organização das idéias discutidas no texto de SAYÃO,se fazem entender de forma mais clara e objetiva, quando representadas através de gráfico no mapa conceitual.

    ResponderExcluir
  16. Através do mapa conceitual, em termos gerais, é importante ressaltar como a biblioteca digital tem relevância nos diferentes grupos sociais. Observa-se que possui mais pontos positivos do que negativos, quando avaliada.

    ResponderExcluir
  17. Isabel Ana de Souza-Biblioteconomia/5º per.Manhã.

    No contexto das Bibliotecas digitais o uso de mapas conceituais é cada vez maior devido à praticidade na organização do conhecimento.
    A construção de um mapa exige um esforço cognitivo menor do que a construção de um texto linear exigiria. Isso acontece porque quando construímos um mapa primeiramente identificamos os conceitos que consideramos importantes, independente da ordem em que eles foram estudados ou que aparecem em um texto, que é um processo mais natural do que se pensar em um texto que exige um formalismo e uma expressão seqüencial de idéias. Após esse reflexão sobre os conceitos, basta materializar as ligações que enxergamos sobre esses conceitos, na forma de links entre eles. Após isso, deve-se estar constantemente observando este mapa e fazendo as devidas modificações, que refletem as constantes mudanças que ocorrem em nossa estrutura cognitiva, de acordo com a evolução de nosso conhecimento.

    ResponderExcluir
  18. Isabel porque você acha que "No contexto das Bibliotecas digitais o uso de mapas conceituais é cada vez maior devido à praticidade na organização do conhecimento"? O que você quer dizer com isto?
    Célia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia, eu já respondi essa sua pergunta, mas como não estou vendo minha publicação respondo novamente.
      Eu entendo que numa época da "explosão informacional" trabalhar com sínteses torna-se mais prático.Os mapas conceituais representam a síntese de uma idéia, de um assunto, de uma atividade, de uma entidade, etc. As palavras colocadas num mapa conceitual devem ser "palavras-chaves" que possam representar de forma sintética e adequadamente aquilo que você quer que seja representado. Um mapa conceitual sobre uma biblioteca digital poderá informar tudo sobre ela: o tipo de acervo, a clientela à qual ela se direciona, etc.
      Os mapas conceituais são como cartografias sintéticas do que você quer representar (obs.: a comparação é por conta própria...)

      Isabel Ana -5º período Biblio - t.manhã.

      Excluir
    2. Isabel, o seu comentário esta registrado logo acima deste que você inseriu agora!! Veja você mesma! Mas, tudo bem, pode comentar novamente!
      Celia

      Excluir
  19. 5º Período – Museologia

    A frase de HARTER, 1997. “Apesar das intensas atividades de pes¬quisa e de desenvolvimento em torno das várias vertentes do problema, não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital” pode se aplicada ao que diz respeito à Museologia, uma que ainda hoje não se sabe muito bem qual é ou seria o papel de museu virtual. Mesmo com todas as pesquisas e artigos sobre o tema, não se chegou a uma conclusão sobre o significado preciso do que seria um museu nesse “novo” ambiente. Creio que uma solução, plausível, no que tange as bibliotecas e aos museus digitais seria uma investigação mais apurada sobre a realidade social e acadêmica na qual essa nova forma de ver os espaços, coleções, acervos se insere. Pois mesmo não sendo do agrado de todos, essa nova “onda” digital está alcançando o templo das musas e a reunião dos livros.

    ResponderExcluir
  20. 5º Período – Museologia

    Se fizermos uma enquete POPULAR sobre a Biblioteca, acredito que para muitos ainda hoje é um depositário de livros, um lugar de reflexões, de busca por pesquisas e nada mais. Uma imagem deturpada, sacralizada, sóbria onde reina o silencio e porque não dizer que é um mundo para poucos. Mal sabem essas mesmas pessoas que essa instituição tem uma dimensão, um dinamismo e uma estrutura operacional muito desenvolvida e arduamente estudada. Infelizmente essa distancia do público em geral em relação às bibliotecas é também sentida nos museus que atualmente tem procurado desenvolver estudos para entender o porquê deste distanciamento e criar opções que incentivem a população a conhecer, visitar e desfrutar dessa instituição cultural. Acredito que o digital é e será uma excelente ferramenta para auxiliar esse acesso, visto que, seu custo é baixo, ele encurta distancia, e que atualmente existe todo um apelo ao uso do computador e smart fones, e também tem havido algumas ações governamentais equipando escolas e bibliotecas bem como algum interesse político para que boa parte da população tenha acesso informatizado. A Era Digital veio pra ficar e para facilitar as nossas vidas cabe a nos desenvolvê-la para que ela possa servir como um canal de integração social.
    Ps. Adorei sua Aula.

    ResponderExcluir
  21. MANSUR 5o PERÍODO MUSEOLOGIA5 de dezembro de 2012 17:35

    São muitas as expectativas em torno das bibliotecas digitais, um exemplo recorrente é o acesso universal aos objetos únicos, raros, frágeis e remotos como os Manuscritos do Mar Morto, ou a um exemplar da Bíblia de Gutenberg, ou o retrato de Mona Lisa, através de representações digitais perfeitas. O fato de milhares de usuários poderem, ao mesmo tempo, acessar o mesmo recurso é, por si só, uma revolução sem precedentes. Porém, as potencialidades das bibliotecas digitais não estão restritas somente à busca e ao acesso à Ponto de Acesso, informação. Elas oferecem também um ambiente completo para administração, curadoria, comercialização, preservação, geração de aplicações que promovem e asseguram o uso adequado de suas coleções. Por exemplo, a re-ordenação e o re-uso de conteúdos digitais oferecem oportunidades extraordinárias para a criação de serviços inovadores na área da educação, da arte, da cultura e dos negócios e, sobretudo, da pesquisa científica.

    TAMBÉM ADOREI SUA AULA...

    ResponderExcluir
  22. Ana Cristina Museologia 5º período

    O texto faz uma reflexão sobre a definição do que seja uma biblioteca digital. Tema que ainda está longe de se encontrar uma definição precisa e definitiva. As possibilidades tecnológicas são muitas e infinitas e nos surpreende a cada dia. Porém essa discussão não é um privilégio apenas da Biblioteconomia. A Web também chegou aos museus fazendo parte também das discussões da Museologia onde o calcanhar de Aquiles está na definição e aplicação de termos como Museus Virtuais e/ou Museus Digitais.
    Segundo Saião , a biblioteconomia avançou quando se refere a uma definição para a biblioteca digital, uma vez que o ponto de divergência estaria relacionada à natureza da sua vinculação com a biblioteca e seus fundamentos. De qualquer forma o tema é abrangente e abre possibilidades para futuros debates. Obrigada pela aula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoal da Museologia
      Começamos a nossa aula pela discussão sobre o virtual. boa discussão que em diversos momentos alimentou nossas reflexões. Mas vale a pena lembrar que virtual ou digital há um outro aspecto muito importante tanto para as bibliotecas físicas ou digitais quanto para os museus que é permitir ao publico usuário/visitante o acesso a um acervo para alguns distantes e compartilhar experiências e significados que tão bem a tecnologia favorece.
      C.

      Excluir
  23. Para Ana Cristina.Nossa, isso é mais que uma definição sobre BD. Isso é uma poesia.

    ResponderExcluir
  24. Ivan Vaz - 5° Período Museologia

    Creio que o conceito de biblioteca digital, assim como exposto no mapa mental, se assemelha a um rizoma informacional. Ou seja, a partir de um núcleo, vários outros são criados, interconectados e é, justamente, pela profusão de áreas que a totalidade pode ser percebida. Cada nova "raiz" criada se assenta sobre um local específico, mas nunca deixa de representar e conter aquilo da qual originalmente provém.
    Neste sentido, adquire-se uma perspectiva prática e teórica mais horizontal e conceitos como democracia, acessiblidade, divulgação e outros são postos em evidência no movimento mesmo de sua composição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um rizoma informacional, uma complexa rede de informação pode uma boa representação do papel que uma biblioteca digital tem ao cumprir sua missão de disseminar e compartilhar o conhecimento com todos.

      Excluir
  25. Maria Helena Alves Ferreira Aluna do 5º período de Museologia – ECI – UFMG Belo Horizonte

    Sayão, na busca de um conceito único para “biblioteca digital”, elabora uma pesquisa entre grupos que, de uma ou outra maneira, estão envolvidos com esta nova infra-estrutura tecnológica, voltada para potencializar a disseminação da informação e do conhecimento. O resultado deste trabalho vem mostrar que cada nicho estudado, elabora um conceito próprio mediante suas características e interesses específicos; às vezes aproximando de outra elaboração e muitas vezes bastante divergente. Em virtude da variedade de definições coletadas, o autor conclui que o conceito de biblioteca digital está em estágio de formação e evolução, e que só depois de ser solucionada a sua vinculação com a biblioteca tradicional e os seus fundamentos, que se pode começar a trabalhar um conceito definitivo. É um artigo bem fundamentado e que trouxe esclarecimentos da dinâmica conceitual relacionados a um recurso tecnológico aplicado à constante evolução das bibliotecas na gestão do tratamento da informação e principalmente na sua disseminação.

    ResponderExcluir
  26. Petulia S. Nogueira. 5º período. Museologia ECI/ UFMG.

    A biblioteca digital, como apresentado no texto de SAYÃO, pode ser entendida como uma ferramenta de acesso a informação e ao conhecimento, democratizando seus recursos e acesso no universo digital. Mesmo sendo um conceito ainda em formação, com definições diversas e até distintas já é possível mapear áreas de competência e de interesse.

    ResponderExcluir
  27. Thaís C. O. Agostini.aluna de BibLioteca, Arquivo e Museus Digitais ECI/ UFMG7 de dezembro de 2012 10:44

    Segundo SAYÃO, há uma multiplicidade de visões sobre a natureza das bibliotecas digitais que se sobrepõem, e de práticas que se concretizam em harmonia com essas visões.O conceito de biblioteca digital é algo ainda não definido e sofrerá intervenções à medida que as atuais sobreposições conceituais se resolvam.

    ResponderExcluir
  28. Siele Cristine Barbosa, Bibliotecas, arquivos e Museus Digitais - Museologia - 5º período7 de dezembro de 2012 16:45

    O texto trás uma discussão que é facilmente transportada para a Museologia quando nos perguntamos: "O que é Museu Virtual?" No campo da museologia, esta é uma discussão frequente, há muitas denominações para o termo museu virtual assim como,segundo SAYÃO, existem várias denominações para o que seja biblioteca digital, que pode ser entendida de diversas maneiras.Este me parece ser um problema de identidade do campo da biblioteconomia e da museologia, entendo que estes conceitos biblioteca digital e museu virtual (assim como a Museologia) ainda estão em construção.

    ResponderExcluir
  29. Ilka Museologia 5ºperíodo

    A biblioteca digital ampliará a disseminação da informação e do conhecimento alicerçada na sofisticação das tecnologias, primando pelo conteúdo que apontará para o campo da pesquisa numa visão interdisciplinar e pela proposta de dinamismo intrínseca à perspectiva social e humanística que deverá permear todas as suas concepções.



    ResponderExcluir
  30. É muito interessante o mapa conceitual, pois ele sintetiza muito bem em "palavras-chave" o texto de Sayão, que mostra a importância da Biblioteca Digital, e as áreas em que ela faz parte, também é sintetizado muito bem os vários setores em que a Biblioteca Digital está ligada, e suas funções com relação á cada um, além de mostrar seus tipos de usuários e suas definições.

    Erika Trad - Biblioteconomia - Turma A1 - 5° Período - Manhã

    ResponderExcluir
  31. Através do texto de Sayao podemos perceber que a biblioteca digital ainda não possui uma definição única e clara. Ela é influenciada por diversos atores sociais que a definem de acordo com seus interesses específicos. Suas formas de utilização variam desde um repositório até um meio de disseminação da informação. Apesar de ser um termo pouco definido em sua essência a biblioteca digital foi criada com o intuito de ser uma biblioteca universal. Onde todo o conhecimento pudesse ser organizado, guardado e disseminado. Ela é utilizada de diferentes formas que estão ligadas aos interesses de quem a gerência e utiliza.


    Isso fica claro nas seguintes falas do autor:



    "As definições de biblioteca digital se reconfiguram de acordo com seus inúmeros protagonistas que se espalham por muitas áreas". (SAYÃO, 2009, p.15).



    A biblioteca digital de uma forma mais simplificada e geral é:
    Um repositório onde conhecimento e idéias são recebidas, organizadas, sumarisadas, classificadas, analisadas e comparadas. (WELLS, 1938, p.49 apud SAYAO, 2008,p.5).


    Através do mapa conceitual podemos perceber que a biblioteca digital tem uma representação especifica para os diferentes agentes sociais. Apesar de não haver uma definição padrão em relação ao conceito de biblioteca digital, entre os diferentes grupos. Na sua essência a biblioteca funciona como um suporte, uma ferramenta e uma possibilidade de gerir e tratar a informação e o conhecimento.


    Para os bibliotecários a biblioteca digital representa uma instituição que preza pelo armazenamento, organização e disseminação da informação. Seu papel está diretamente ligado ao sonho da humanidade de conseguir colocar em um único meio todo o conhecimento produzido.


    Para os arquivistas a biblioteca digital é um suporte que permite a preservação do documento, uma vez, que este digitalizado pode ter sua vida útil ampliada e resguarda das mais variadas formas de degradações. Também permite com que o acesso da informação se torne mais acessível , pois este meio facilita o manuseio ao documento.


    Para os cientistas da computação a biblioteca digital é uma extensão dos sistemas de computadores em rede, e um sistema de recuperação da informação. Já para os políticos e governantes ela permite o acesso a informação, a inclusão digital. Além de ser um insumo básico para pesquisa e para o ensino superior. Enquanto que para os educadores ela é uma nova forma de ensino , já que permite a associação de diversas mídias em um único suporte. Abrindo assim uma possibilidade para a educação e o ensino e criando novas pedagogias.


    Já para as editoras ao mesmo tempo que a biblioteca digital possibilita uma ampliação nas formas mercadológicas, ela também se torna uma ameaça uma vez, que permite a duplicação de documentos, o acesso livre, entre outros pontos .


    Para a comunidade cultural as bibliotecas digitais permitem uma visibilidade global em termos de eventos e ações culturais, permite uma integração e trocas de experiências multiculturais quebrando barreiras sócio-culturais.


    Rodrigo Brainer

    ResponderExcluir
  32. Para o comércio eletrônico as bibliotecas representam uma ampliação de mercado, variação de modelos econômicos e preços devido a arquitetura do meio, devido as necessidades e especificidades do consumidor, e exige a geração de novos produtos oferecidos a partir desta nova tecnologia.


    Por fim para os pesquisadores este meio permite uma desterritorilização do conhecimento, a possibilidades de trocas de informações, compartilhamento e disseminação do conhecimento, já que os pesquisadores podem discutir informações, fazer mesas redondas de diversos tipos de discussões, sem ter a necessidade de estar espacialmente localizados em um mesmo local. O que viabiliza, enriquece e acrescenta nas realizações de pesquisas e trocas de experiências.


    Ou seja, apesar de seus conflitos conceituais e de sua falta de amadurecimento conceitual. A biblioteca digital tem uma característica que independentemente do interesse de seu agente social esta presente em todos os meios, que é seu papel de suporte para a disseminação do conhecimento. Quer seja para um mercado consumidor exigente quer seja para um simples estudante de ensino fundamental.


    Nesse ponto de vista o conceito que de forma mais ampla define e caracteriza a biblioteca digital é:
    "Bibliotecas digitais são organizações que disponibilizam os recursos, incluindo pessoal especializado, para selecionar, estruturar, oferecer o acesso intelectual, interpretar, distribuir, preservar a integridade e assegurar a persistência ao longo do tempo que eles estejam prontos e economicamente disponíveis para o uso de uma comunidade definida ou um conjunto de comunidades". (DLF, apud SAYÃO, 2009).

    Prezada Célia este é o restante da minha conclusão em relação ao comentário acima que eu Rodrigo Brainer estava fazendo. (tive que dividir o comentário em duas partes devido a quantidade suportada de caracteres). Rodrigo Brainer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ok, Rodrigo. Pelo que vejo o mapa conceitual e o texto de Sayão possibilitaram muitos enunciados de uma possível visão sobre as bibliotecas digitais.
      Célia

      Excluir
  33. O texto faz uma reflexão sobre a definição do que seja uma biblioteca digital. Tema que ainda está longe de se encontrar uma definição precisa e definitiva. A criação de um mapa mental, nos permite captar melhor a mensagem transmitida por Sayão, facilitando assim uma melhor compreenção do que realmente seja este universo chamado biblioteca digital.

    Raquel Danielle 5º período Biblioteconomia

    ResponderExcluir
  34. Ao ler o texto de Sayão,podemos ver como as bibliotecas em sim são de suma importância e como o surgimento das bibliotecas digitais abriu ainda mais o leque de possibilidades de atuação nas mais diversas áreas do conhecimento e da sociedade isso acabou gerando uma indefinição sobre o conceito do que de fato é uma biblioteca digital?
    O autor deixa bem claro que independente do conteúdo ser digital ou impresso o que importa mesmo é que a biblioteca digital é um marco,que surgiu não para aniquilar ,mas sim trazer uma continuidade evolutiva para as bibliotecas para que no futuro elas se tornem verdadeiros palácios híbridos de acesso á informação e ao conhecimento distribuído ,para onde convergem e se integram todos os tipos de mídias .(SAYÃO,p.16 2008-2009). O mapa conceitual montado capta os pontos chaves do texto de SAYÃO ,mostrando as diversas possibilidades de uso e mais a indefinição ainda sobre a visão do que são as bibliotecas digitais.

    Valquiria Rosa (5º período noturno).

    ResponderExcluir
  35. O mapa conceitual representa à pluralidade de conceitos levantados acerca do termo Biblioteca Digital e como bem salienta Sayão (2009) a biblioteca digital é uma ideia ainda em construção. Levacov (2004) também reforça a ideia de que a transição para o digital ainda está se iniciando. O mapa também capta a interdisciplinaridade e as conveniências alcançadas por diversas áreas através das bibliotecas digitais.

    O termo suscita diversas definições bem como salienta Tamaro (2008) e para muitos é considerada uma evolução das bibliotecas físicas, ou seja, fazem parte da biblioteca tradicional por possuir as atividades afins de organização, disseminação e seleção da informação. Para outra corrente de autores a biblioteca digital consiste numa verdadeira revolução das bibliotecas habituais. Levacov (2004) aponta as facilidades alcançadas pela biblioteca digital como a convergência, a comodidade de localizar as informações em um espaço único, um público cada vez mais exigente quanto ao que diz respeito às tecnologias e a durabilidade limitada de outros suportes. No entanto fica claro pelas leituras que existe uma visão quase utópica no que diz respeito ao acesso universal do conhecimento e sua preservação, uma vez que a biblioteca digital imbrica em diversas limitações. Esses entraves ainda esbarram nas questões no que diz respeito à veracidade das informações, nas questões legais, como o direito autoral e na explosão informacional.

    (Daniele Labanian de Souza/ 5º período noturno Turma B1)

    ResponderExcluir
  36. No texto fica claro a questão da diversidade de conceitos que a Biblioteca Digital adquire e adquiriu ao longo do tempo.
    Primeiro por que devido à interdisciplinaridade que também fica nítido no texto a partir do tópico: Visões Sobre as Bibliotecas Digitais onde cada área do conhecimento busca um conceito através da pluralidade de diversas visões das mesmas, o que está muito bem esboçado no mapa conceitual que resume estas visões.

    Achei bem interessante ao ler o texto , uma parte que fala que os valores e funções da biblioteca continuam válidos, o que muda são os objetos físicos que formam a biblioteca. E na discussão entre ser digital ou não, acho que o mais importante é a constante preocupação com a disseminação da informação e também a importãcia dos meios utilizados para isso. E com certeza as tecnologias da informação estão aí cada vez mais crescentes possibilitando cada vez mais a criação de novos serviços de informação.

    Andreza Gonçalves Barbosa ( 5º período noturno/Turma: B1)

    ResponderExcluir
  37. Como representado no mapa e citado no texto o conceito de biblioteca digital é uma ideia que ainda está se desenvolvendo.
    A minha visão de biblioteca digital é de um ambiente que intensifica a organização e a disseminação do conhecimento, mas percebi que diante da grande quantidade de atores envolvidos na construção e uso das bibliotecas digitais, que ela é algo muito mais complexo.
    Ao bibliotecário continuará a grande responsabilidade de ensinar os variados usuários como utilizá-la com proveito.
    Uma questão que chamou minha atenção foi a realidade recente das novas formas de autopublicação que vem se tornando uma ameaça para as editoras e da digitalização como meio de preservação de documentos.

    A biblioteca digital devido a sua complexidade exige estudos das diversas disciplinas e campos de pesquisa que a envolvem para a sua construção.


    Lorena Aparecida Pereira Paixão Santos ( 5º período noturno/Turma: B1)

    ResponderExcluir

  38. No texto, quando se fala de bibliotecas digitais, nos defrontamos com infinitas visões sobre o que seriam as mesmas, e tais visões de interligam e ao mesmo tempo, buscam definir uma prática concreta para entender as bibliotecas digitais. Ao ler o texto e observando o mapa conceitual, observa-se uma multiplicidade de conceitos acerca do que seriam bibliotecas digitais. Mesmo entre autores que comungam das mesmas ideias, há uma multiplicidade de visões sobre a natureza das bibliotecas digitais que acabam por se acrescentarem. Ademais, o ponto importante que chama a atenção é: o conceito de biblioteca digital é algo ainda não definido, principalmente quando a mesma é comparada ou mesmo confrontada com as bibliotecas tradicionais, o que torna sua definição ainda mais desafiadora.

    Luciana Natalia Costa Oliveira (5º período noturno/Turma: B1)

    ResponderExcluir
  39. O Mapa Conceitual explora com clareza o texto do SAYÃO, sintetizando a pluralidades do que é entendido e pretendido do que vem a ser BIBLIOTECA DIGITAL por diversas áreas. O texto aborda também como o conceito da Biblioteca digital ainda está em movimento, as potencialidades do uso das tecnologias para os serviços desta biblioteca, que a princípio pode ter um maior alcance para os usuários do que a Biblioteca Tradicional e, suas pretensões, utilizando das tecnologias disponíveis para modificar o acesso as informações.

    Flavia Martins Alves Godinho. Biblioteconomia Noturno - Turma B1/2013.

    ResponderExcluir
  40. A representação em Mapa Conceitual do artigo do Sayão permite que os alunos organizem suas idéias de forma mais precisa e contribui significativamente para a compreensão do texto. A estruturação apresentada nos permite observar, assim como relatado pelo autor, que as divergências encontradas estão mais relacionadas a natureza da vinculação com a biblioteca do que com o produto final e o tipo de serviço a ser prestado.
    Acredito que o conceito de biblioteca digital seje a junção das definições apresentas pelas diversas áreas interessadas, trata-se de uma instiuição que adiquire, organiza e dissemina conhecimento permitindo acesso livre a documentos raros e unicos, uma ampliação dos recursos existentes nos sistemas de recuperação da informação; um novo recurso de apredizado e apoio aos programas de inclusão digital, ele abre possibilidades para a educação e os campos de pesqusa ao permitir a interatividade e integração de informações; estabelece um novo mercado global que ajuda na superação das barreiras linguisticas; representa a criação de um espaço para a geração, criação e disseminação do conhecimento.

    Janaina Moreira Marques - 5º periodo (noite) - Turma B1

    ResponderExcluir
  41. Boa noite pessoal!

    O texto de Sayão é significativo ao meu ver, afinal, nos mostra o ponto de vista de vários segmentos para o conceito "Biblioteca Digital". Trata-se de um conceito amplo , heterogêneo,em formação, largamente aplicado para designar acesso à informação , tecnologia, coleções e conhecimento.
    Vejamos 'Redes de conhecimento', acho pertinente, afinal estamos tão presos à necessidade de formular conceitos que nos esquecemos de nos perguntar 'prá quê serve?'. Percebo que uma rede de conhecimento é o que a Internet tem promovido, claro, depende muito dos objetivos de quem acessa .
    Há, contudo, uma mistura de 'conceitos', Biblioteca digital, biblioteca eletrônica e biblioteca virtual se 'esbarram' ,porém, as pessoas buscam informações nas bibliotecas .
    Gostei do trecho" Esse ambiente é formado por um complexo de serviços e de coleções de conteúdos distribuídos, gerenciados de forma autônoma, contudo interoperáveis". Acredito que a Biblioteca Digital seja um espaço híbrido que proporciona a busca e recuperação de informação , conhecimento e lazer. Este espaço é complexo dado a natureza de quem o gerencia, seja um usuário particular até mesmo uma intituição governamental , uma vez que não há clareza na definição do termo, porém, é possível fazer deste ambiente virtual um espaço informativo, cultural e acima de tudo funcional, democrático e estratégico.Destaco aqui alguns pontos que o texto enfatiza: 'fim da lista de empréstimo','novos meios de publicação', 'facilidades informacionais', 'superação da desigualdade informacional', 'inclusão digital', 'insumo para a pesquisa', 'novo modo de distribuição de conteúdos e um novo mercado', 'estabelecimento de parcerias e colaboração', 'novo recurso de aprendizagem e novas práticas metodológicas', 'acesso universal e reservação', 'dinamismo', 'mercado globalizado'.
    Concluindo, as possibilidades existentes para a biblioteca digital são inúmeras , resultados positivos serão alcançados se houver por parte dos gerenciadores desses ambientes o compromisso com as reais necessidades dos usuários e o estabelecimento de critérios éticos capazes de vencer os obstáculos que subjazem de um sistema preocupado com lucros e inovações. A biblioteca não deixará de ser biblioteca, muda o espaço, suporte, virtual ou tradicional,porém , o objetivo de uma biblioteca é 'conectar pessoas com a informação' (Kuny e Cleveland) , ou seja, muda o suporte, mas não a essência da coisa, aqui, entendida como informação.
    Finalmente podemos dizer que as bibliotecas digitais são lugares ricos em tecnologias, coleções, acessibilidade, compartilhamento, onde os profissionais especializados podem gerir os recursos e os materiais a serem disponibilizados. Não há ainda uma definição cunhada , pronta e acabada para o termo biblioteca digital de maneira unívoca, porque depende do 'protagonista' e do interesse das várias áreas do saber humano. Torna-se evidente e necessário o entendimento de que biblioteca digital e biblioteca tradicional não são pólos contrários, são faces da mesma moeda . O momento atual (digital) - compreende parte da evolução das bibliotecas (assim como a roda ou qualquer invenção necessária à humanidade ) e estão imbricados para proporcionarem produtividade, ampliação técnica e o compartilhamento de informação e conhecimento no vasto universo das bibliotecas.Trata-se de reconhecer os aspectos positivos da tecnologia presente nas bibliotecas.
    Pessoalmente, vejo a biblioteca digital como uma maneira dinâmica e cômoda de buscar informação e conhecimento , além de entretenimento. Gosto da ideia!

    Rita de Cássia Gonçalves . (5º Período de Biblioteconomia Noturno)

    ResponderExcluir
  42. O mapa mental apresentado por Sayão explicita, com riqueza de detalhes, as inúmeras nuances envolvidas na elaboração de uma definição acerca do que é, de fato, a biblioteca digital, suas características, funcionalidades, dentre outros.

    Ocorre que muitos são os atores envolvidos nesta empreitada, ou seja, a pluralidade de visões acaba por tornar mais complexa a questão. Percebe-se que cada área envolvida tende a construir seu conceito baseado na importância exercida na concepção deste ambiente tão rico. Talvez a vantagem disso tudo é que toda esta movimentação pode favorecer a elaboração de um conceito coeso, sem desconsiderar a importância dos diversos segmentos participantes.
    Em todo caso, como futuro bibliotecário, não consigo pensar na desvinculação da biblioteca tradicional da contemporânea digital.
    A primeira, certamente, está interligada à segunda; é complemento indispensável na organização e disseminação de conhecimento.

    Em suma: este mapa sintetiza, com destreza, a atual situação ocupada pela B.D. na contemporaneidade face ao modelo tradicional de biblioteca, das áreas afins e ao desenfreado desenvolvimento tecnológico. O conceito ainda é amorfo, todavia a discussão precisa ser estimulada, a fim de que nós estudantes e outros profissionais em questão consigamos atribuir forma a um conceito (ideia) ainda tão disforme.

    Cleiton Martins ( 5º período - Biblioteconomia Noturno)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cleiton, o mapa conceitual não foi apresentado por Sayão, mas foi construído a partir de uma parte do texto do autor.
      Célia

      Excluir
  43. O mapa conceitual nos esclarece perfeitamente o texto de Sayão (2008/2009), tornando-o mais didático, pois nos permite visualizar todo o contexto que a biblioteca digital esta inserida, percebe-se a suma importância dos conceitos da biblioteca digital e as áreas de conhecimentos que utilizam desse meio. Antes de ler o texto, juntamente com o mapa conceitual, pensava que a biblioteca digital fosse um termo bem definido.
    Como vimos, é um termo ainda em desenvolvimento, com certo teor de complexidade.
    A frase de HARTER, 1997. “Apesar das intensas atividades de pesquisa e de desenvolvimento em torno das várias vertentes do problema, não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital”, resume o nível que ainda se encontra a definição de biblioteca digital nas diversas áreas de conhecimento.

    Luciana Gonçalves de Souza – 5° Período – Biblioteconomia – Noturno

    ResponderExcluir
  44. Biblioteca Digital

    O texto descreve a Biblioteca digital como um ambiente que gera, integra coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo de vida completo de criação, disseminação, uso e preservação de dados, informação e conhecimento. Sendo a forma de distribuir a informação a diversos locais ao mesmo tempo no caminho para o futuro.

    ResponderExcluir
  45. Ainda precisamos avançar bastante, inclusive em nossos debates, sobre a questão dos direitos autorais e principalmente sobre a construção de políticas públicas que tratem de bibliotecas digitais.
    Sayão não aborda o problema, o que não nos impede de o fazer.
    Tanto o texto de Sayão quanto o mapa conceitual são pontos de partida essenciais e fundamentais para tal debate.

    Tio Well 5º Período

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Wellington!
      Gostaria de comentar algumas vantagens da Biblioteca Digital para o pesquisador. Ele encontra nela ferramentas e mecanismos apropriados para a recuperação de informações essenciais ao seu trabalho e ao disponibilizar sua obra, além de exibir a qualidade desta, atesta sua competência, amplia a visualização de sua produção científica e favorece o aumento de citações, o que de certa forma reduz o plágio, já que a referência aos trabalhos é simplificada pela indicação do endereço eletrônico.

      (Suzene Furtado, Biblioteconomia, 5º período,tarde.)

      Excluir
  46. Biblioteconomia 5° período.

    A biblioteca digital é uma importante ferramenta na disseminação da informação, principalmente em lugares onde o acesso a bibliotecas físicas é dificultado ou ainda para pessoas que fazem ensino a distancia.

    ResponderExcluir
  47. Ao longo da História, o registro do conhecimento produzido pela humanidade utilizou distintos suportes mantendo, entretanto, o objetivo comum de preservar a memória e a identidade coletiva, dando continuidade e ao mesmo tempo alavancando a evolução cultural.
    As páginas de nossa História contemporânea são marcadas por intensa evolução tecnológica, o que gerou a utilização de novos suportes para a produção, o registro, a divulgação e a recuperação das informações. Em tal realidade, os ambientes digitais interligam sistemas de informação em todas as partes do mundo, sem os limites de tempo e espaço; e a BIBLIOTECA DIGITAL, dentro deste contexto, disponibiliza democraticamente o conhecimento, permitindo o compartilhamento do saber entre cidadãos, pesquisadores, cientistas, unidades de informação.
    (Suzene Furtado, Biblioteconomia, 5º período,tarde.)

    ResponderExcluir
  48. Sayão esclarece em seu texto que a biblioteca digital não é só um conjunto de documentos, antes no papel, digitalizados para os usuários da informação. A experiência da leitura e visualização de um documento na tela do computador (ou celular, ipad, e-book etc.) provavelmente será diferente da experiência da leitura em forma impressa, pois o documento digital foi feito para este tipo de especifico de suporte com uma qualidade que um documento digitalizado do papel provavelmente não terá.

    ResponderExcluir
  49. O Mapa retira do texto palavras chave o que facilita e sintetizar as idéias tiradas do texto e fica claro que o termo biblioteca digital ainda precisa amadurecer. As bibliotecas digitais abrange o acesso a informação em escala planetária, mesmo que ainda não se tenha chegado á um consenso, sabemos que os bibliotecários e cientistas são como uma instituição que adquire conhecimento, organiza e dissemina .Essa nova ferramenta traz também novos recurso de aprendizado para professores e educadores. Já para pesquisadores é um espaço importante e dinâmico para geração de informação, compartilhamento e a disseminação. Tenho certeza que as bibliotecas digitais vieram para facilitar nossas vidas, agora basta saber explora-la da melhor forma.

    Silvania Vieira ( 5º período noturno/Turma: B1)

    ResponderExcluir
  50. O mapa acima fez uma excelente síntese dos principais conceitos apresentados no texto de Sayão, possibilitando maior clareza em sua leitura. Além de trabalhar de forma sintética, mas precisa estes conceitos, Sayão faz uma reflexão que acredito ser muito interessante para as discussões acerca da temática Bibliotecas Digitais. O autor coloca que, apesar de todas as opiniões divergentes ou convergentes, não considera a biblioteca digital como um rompimento histórico/teórico /metodológico com a biblioteca dita tradicional, mas sim, como uma “continuidade evolutiva” da mesma. Em diversos trechos do texto, deixa claro que uma das principais diferenças entre as duas é o suporte em que se encontram as informações, bem como a tecnologia necessária para operá-las. Estes e outros fatores relacionados ao longo do texto, no entanto, não constituem elementos suficientes para se caracterizar bibliotecas de naturezas radicalmente distintas.

    Aline Sousa Alves (Turma OTI_087 - B!)

    ResponderExcluir
  51. A biblioteca digital ao meu ver é um ambiente que explora uma enorme gama de recursos informacionais, servindo para que seus usuários desfrutem novas possibilidades e sensações ao buscar determinada informação em suportes diferentes adaptando as suas necessidades.
    Ainda não há uma definição exata para o conceito ''bibliotecas digitais'', SAYÃO (2008/2009) resume todo esse impasse em relação ao estabelecimento de um significado para o conceito dizendo: ''a idéia de biblioteca digital tem muitas faces, mas nenhuma delas a define completamente e esgota todos seus significados''.
    O mapa mental apresentado auxiliou bastante minha compreensão do texto, uma vez que pelo fato de não haver uma definição para o conceito as idéias apresentadas ficaram dispersas. Na minha opinião, o mapa cumpriu seu papel pedagógico e consegui compreender pelo menos um pouco sobre o assunto.
    (Aluno: Diogo Gonçalves Zanon - TURMA B1 Biblioteconomia 5º Período [noite])

    ResponderExcluir
  52. Este mapa conceitual, elaborado pela professora Célia C. Dias, ilustra as principais ideias propostas pelo autor Sayão (2000), na parte "Visões sobre as bibliotecas digitais", do seu artigo "Afinal, o que é biblioteca digital?". Como podemos verificar os dois trabalhos deixam claro a dificuldade de conceituar o que seria a biblioteca digital, assim como, as suas diferentes funcionalidades para diversas áreas da ciência. Podemos ver, que a biblioteca digital ainda está em processo de definições e ajustes concituais.

    Aluna: Maria J. C. Medrado (Turma OTI-087 A1 - 5º Período/Tarde)

    ResponderExcluir
  53. Selma 5º período tarde18 de março de 2013 09:56

    O mapa conceitual é um ótimo instrumento para organizar informações. No caso do texto do Sayão, que tem muita informação e nos leva a várias vertentes, ele é útil para fazer ligações entre os diversos conceitos que, em uma primeira leitura, ficam confusos.
    O mapa confeccionado pela Professora Célia está bem didático e contempla todos os itens do texto. Como disse a professora, ele não exclui a necessidade de ler o texto, mas é um complemento para a compreensão do conteúdo, assim como a biblioteca digital não substitui a biblioteca física, mas é apenas uma evolução para facilitar o uso e acesso à informação.

    ResponderExcluir
  54. Tanto o texto de Sayão como o mapa conceitual nos ajuda a pensar na natureza da biblioteca digital, bem como na pluralidade de visões a seu respeito e as várias definições já existentes. O autor deixa claro que ainda não existe um conceito definido de biblioteca digital, mas diante das várias visões apresentadas no texto e muito bem relacionadas no mapa conceitual fica claro que a BD faz parte do processo de evolução das bibliotecas tradicionais, o que não significa que para que uma exista a outra deva ser extinta. A tendência é que uma complete a outra, a biblioteca híbrida é uma realidade com a qual iremos trabalhar como profissionais da informação.

    Elaine Célia Martins Campos – 5° Período – Biblioteconomia – Noturno

    ResponderExcluir
  55. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  56. O mapa conceitual ilustra bem a complexidade da Biblioteca Digital, de fato, como Sayão diz em seu texto, não existe uma definição precisa sobre o conceito de Biblioteca Digital. Acredito que isso se deve ao fato de que existem muitas disciplinas envolvidas com esse tema e é bem comum conflitos entre conceitos. De qualquer forma, o bibliotecário precisa estar antenado a todas as correntes e pelo menos ter um idéia clara sobre o conceito que a biblioteconomia utiliza para a Biblioteca Digital, que no caso, trata a biblioteca digital como uma extensão da biblioteca tradicional e não como um substituto.
    O mapa conceitual vem a contribuir para o entendimento à complexa biblioteca digital, o mapa consegue separar os elementos que caracterizam a biblioteca digital permitindo ter uma visão facilitada.

    Aluno: Rafael Gonçalves Dias - (OTI-084 - 5º Período/Noturno)

    ResponderExcluir
  57. Não há consenso sobre a definição de Biblioteca digital, o mapa mostra de forma clara a existência de múltiplos significados, atribuídos por diversos agentes que atuam na área. Sayão, afirma que biblioteca digital não é somente um repositório de informações digitais, mas um espaço que produz e compartilha o conhecimento.
    Com o texto do Sayão e o mapa mental, pude entender um pouco mais sobre o que seria a Biblioteca digital, percebi que ambientes onde se difundi e gera conhecimento, sendo ele em diversos formatos, pode ser considerado como tal.

    Ivanilton Oliveira - Biblioteconomia 5° período (tarde)

    ResponderExcluir
  58. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  59. Apesar de não haver no momento um consenso estável do real significado de biblioteca digital, e a esta ser aplicada a uma variedade imensa de coisas e de ramos de atividades , (como a ciência da computação, pesquisadores da área de RI, ou de base de dados, políticos e governantes, editores e educadores), cada um reconfigurando o conceito de biblioteca digital de acordo com sua área, as bibliotecas digitais e as bibliotecas tradicionais possuem o mesmo conceito, já que ambas são bibliotecas, ou seja, ambas possuem as mesmas funções: coletar, armazenar e disseminar informações aos usuários (explicação essa no seu conceito mais básico). O que as diferem são suas características - como o meio onde a informação está fixada – bem como os prós e contras. Uma biblioteca digital tem várias vantagens sobre uma biblioteca tradicional, pois há barateamento dos meios de armazenamento, custo economicamente mais viável, pesquisadores podem interagir mais facilmente e com menos burocracia em seus projetos (conceito de colaboratório), há visibilidade global de manifestações culturais, conversão de documentos raros e frágeis, disponibilidade de um livro para quantidade independente de usuários, acesso independente de distância e de tempo, acesso instantâneo a um documento, acesso rápido a grande quantidade de fontes de informação distribuídas (o mapa conceitual nos ajuda a ver essa e outras vantagens para vários ramos de atuação, bem como as áreas inseridas no contexto de biblioteca digital).
    Uma melhor explicação do vem a ser biblioteca digital, segundo Duguid (1997), é “um ambiente distribuído que integra coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo de vida completo de criação, disseminação, uso e preservação de dados, informação e conhecimento”.
    Por fim, a biblioteca digital, como diz no início do texto, é uma inovação sobre um serviço já consagrado; com isso, muda-se a maneira como as bibliotecas fazem seu trabalho, mas não a razão de seu trabalho.

    Ana Paula B. Faracini - Biblioteconomia - 5º período - noturno

    ResponderExcluir
  60. A partir do instante que comecei a ler o texto do Sayão, percebi que tudo que eu carregava de conceito de biblioteca digital estava mesclado com os conceitos de bibliotecas virtuais, bibliotecas eletrônicas e outros conceitos e era quase impossível separar. O texto e o mapa conceitual realçaram a complexidade de se definir a biblioteca digital, uma vez que ainda está em evolução, o termo não está claramente definido, seu significado envolve desde pessoas à internet inteira, consta de recursos digitalizados, é influenciado por pessoas, áreas e organizações e tem relações com diversas disciplinas e campos de pesquisas, tais como: Biblioteconomia, Tecnologia da informação, arquivologia, museologia, gestão do conhecimento e ciência da informação.
    O mapa conceitual tira as principais idéias do texto do Sayao, o que auxilia na melhor compreensão do conteúdo, exemplifica a teoria de forma dinâmica, facilitando a interação leitor versus texto.
    Após ler o texto: afinal o que é biblioteca digital?, visualizar o mapa mental e assistir as aulas, ficou mais claro as diferenças entre Biblioteca Digital e as demais, como também verificar a abrangência e complexidade de tal termo.
    Arminda Nunes Ferreira- Biblioteconomia- 5º periodo- diurno

    ResponderExcluir
  61. Aluno: Lucas Martins de Freitas Junior
    Turma: Biblioteconomia 5º Noite.

    Com a internet veio muitas ferramentas que utilizamos para agilizar e deixar o trabalho mais pratico, também acontecendo com a biblioteca digital utilizando ferramentas mais acessíveis e mais rápidas permitindo o acesso a distância então eliminando as barreiras físicas. A principal desvantagem a meu ver da biblioteca digital é que não tem a segurança necessária e às vezes apresenta um perigo de direitos autorais do autor.

    ResponderExcluir
  62. O mapa conceitual, acima, consegue expressar de modo sintético as ideias propostas pelo autor Sayão em seu artigo "Afinal, o que é Biblioteca Digital?" no qual ele expõe sua visão sobre bibliotecas digitais. Mostra que cada ramo de atividade ou área de conhecimento busca formular uma definição o mais focada possível no seu campo de atividade profissional e de estudo. Mas, sem entretanto, nenhuma definição esgotar todas as suas possibilidades e significados. O mapa conceitual expressa visualmente o conteúdo exposto no artigo de Sayão facilitando a leitura e compreensão das ideias apresentadas pelo mesmo.
    Aluna: Maria do Carmo Utsch M.R.Nunes,
    Curso de Biblioteconomia.T.Tarde.

    ResponderExcluir
  63. A biblioteca digital será o futuro da informação no planeta, mas falta muito para que todos os documentos até hoje criado seja digitalizado e disponível para a sociedade. Robert Darnton, em uma entrevista ao programa Roda Viva da TV Cultura, informou que vai digitalizar os livros públicos de toda a biblioteca de Harvard University é um trabalho ambicioso, como a empresa Google faz. Mas, isso é somente o inicio de um trabalho árduo, após este trabalho termos um novo desafio, quem poderá utilizar esses documentos digitais? Estamos em um mundo onde o mundo digital não é para todos. A disseminação do conhecimento ou o seu compartilhamento, no modelo digital, estabelecerá um novo mercado de preços, espaço físico e novas mídias.

    Emerson Martins Ferreira - 2011004254
    5º período - Biblioteconomia / Noite / 2013/01

    entropiadainformacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  64. A biblioteca digital é uma ótima ferramenta diante das novas tecnologias e acesso a informação. O grande desafio é estruturar esta explosão informacional de forma que o conhecimento não se torne “raso” e/ou fragmentado diante das inúmeras opções que o mundo digital nos oferece.

    Alessandra Assis 5º periodo noite 01/2013

    ResponderExcluir
  65. Giordani - 5 período noite

    Acredito que toda conceituação passa por um processo em que várias correntes e interlocutores necessitam ser ouvidos e, por conseguinte, ouvir. Concatenar conceitos para que se chegue a uma significação não é tarefa das mais fáceis. Biblioteca digital é um exemplo prático desse meu entendimento. A simples conceituação do termo necessariamente deve primar pelas várias características e significantes com os quais os varios "atores" o empregam. De qualquer forma um dos conceitos que mais me chamam a atenção no texto é o de ser a biblioteca digital um agente da inclusão. Conceitos relativos ao acesso e como ele é feito, além da enxurrada sem limites de acervo, com certeza causam dificuldades e acabam por limitar essa possibilidade de inclusão. Ora, o tom crítico na análise do acervo tem que existir e para que isso ocorra, um conhecimento prévio tem que, necessariamente existir. Caminho sem volta...

    ResponderExcluir
  66. Após a leitura do texto proposto, mais a análise do mapa conceitual, percebe-se que o conceito de biblioteca digital ainda é confuso. Entretanto, pode-se afirmar que biblioteca digital consiste no acesso aos documentos digitalizados de uma determinada biblioteca que será exposto ao usuário, por meio digital.

    Renata Izabel Valadares Silva - 5º período/noturno

    ResponderExcluir
  67. o texto de Sayão foi importante para perceber a visão de outros profissionais sobre o assunto que vem deixando muita gente de 'cabelo em pé': biblioteca digital. Gostei do texto por ser de leitura clara e oferecer um panorama geral sobre a definição.concordo com ele quando cita Harter "biblioteca digital é uma ideia em movimento, ainda se desenvolvendo e tomando forma", e acima de tudo quando fala 'biblioteca digital continua sendo biblioteca', acho que isso define muitas coisas, assim como estamos sempre nos atualizando com as tecnologias, que ficam obsoletas rapidamente, temos que nos atuaizarmos com a biblioteca digital!

    Sabrina Elaine- 5º periodo Biblioteconomia (Tarde)

    ResponderExcluir
  68. Fábio Domingos - 5º período Biblioteconomia (noite)

    Após ter refletido sobre a visão de Sayao sobre o que é Biblioteca Digital e, ter analisado o mapa conceitual. Pude ter uma noção mais ampliada do que essa nova tecnologia vem se tornando e sua importância. Devo destacar também que pelo meu entendimento a Biblioteca Digital veio para contribuir com a Biblioteca Tradicional, não a anulando mais ampliando e facilitando o acesso.
    Vi que várias profissões podem contribuir para a Biblioteca Digital, cada um na sua determinada área.
    Pude concluir com base nos textos referência que não se tem um conceito fortemente aceito ainda para o que é de fato essa nova Biblioteca. Há uma pluralidade de conceitos que se complementam e que fomentam cada vez mais o seu estudo.
    O Bibliotecário de vê estar preparado também para esse novo desafio da profissão. A humanidade caminha passos largos para o meio digital e, portanto, temos que nos adaptar a isto.

    ResponderExcluir
  69. A Biblioteca digital é hoje uma solução para os usuários que desejam ter acesso prático e rápido do acervo a qualquer hora e lugar mas, para que haja eficácia destes serviços é preciso levar em consideração alguns fatores no momento de planejar e desenvolver uma biblioteca digital como a veracidade dos documentos,a autoridade de seus autores e, o princípio da tecnologia que que deve ser voltada para o usuário oferecendo-lhe serviços de fácil manuseio e entendimento,atendendo assim de forma eficaz as necessidades e desejos de seus usuários no momento de buscar uma informação.
    No texto Afinal, o que é biblioteca digital? Sayão deixa claro sua opinião de que as bibliotecas digitais devem enquadrar suas mídias digitais nos moldes bibliotecônomos, principalmente na organização e representação dos recursos informacionais, a relação com os usuários e, a importância de criar possibilidades de expansão dos limites de espaço e de tempo.

    SILVÂNIA LIMA DOS SANTOS- BIBLIOTECONOMIA 5º PERÍODO NOTURNO / B1

    ResponderExcluir
  70. O Mapa Conceitual permite ver com mais clareza as ideias do autor. Com o texto pode perceber que eu fazia muito confusão em saber oq ue poderia ser uma biblioteca digital. Claro que a BD é uma inovação, e necessita ser aprimorada, principalmente no que diz respeito ao tratamento da informção e o ACESSO, como foi discutido em sala de aula.
    Nos mais o texto de Sayão foi muito esclarecedor.

    Raissa Cirilo, Biblioteconomia, 5º periodo, tarde.

    ResponderExcluir
  71. O mapa faz uma boa síntese dos pontos levantados pelo texto do Sayão. Onde ele nos mostra que o conceito de biblioteca digital ainda esta em evolução e sua definição varia e esta relacionada a influências das pessoas das áreas envolvidas, nos processo, e em para qual fim ela será utilizada. E que cada definição sozinha ainda não esgota todas as potencialidades de uma biblioteca digital.

    Aluna: Idna N. Coelho, Biblioteconomia, 5° periodo, tarde.

    ResponderExcluir
  72. Juliana Ribas de Aguiar - 5º período tarde

    O mapa mental descrito acima retrata muito "parecidamente" o que se forma em meu raciocínio quando tento organizar as idéias em torno dos conceitos apresentados no texto do Sayão sobre Biblioteca Digital. É muita informação que se tem e muitos serviços que se pode ter. Além das várias relações que se formam em virtude dos serviços a serem desenvolvidos pela Biblioteca Digital. E o mapa mental ilustra e define os conceitos trazidos pelo texto de Luiz Fernando Sayão.

    ResponderExcluir
  73. Desde quando ouvi falar em "e-books", sempre pensei em "biblioteca".
    Antes de ler o Sayão, jamais pensei que outras áreas estariam envolvidas no caso, apenas a C. da Computação, claro.
    Esse mapa conceitual resume bem a questão sobre "o que é biblioteca digital", o que, de certa forma, dá nó no cérebro e uma dor de cabeça para tentar explicar.
    Mirelle Monteiro - 5º período (tarde)

    ResponderExcluir
  74. Daniel H.

    A apresentação do mapa conceitual exemplifica de forma bem clara a complexidade da conceituação e do desenvolvimento da biblioteca digital, descrita no texto de Sayão. Apesar de ser uma "surpresa" o que a biblioteca digital nos proporcionará futuramente, quanto seu escopo e conceituação estiver definidos, há algumas evidências da qualidade em seu uso. Só acho que não devemos descartar a existência de uma, e no que ela já proporciona, e visualizar apenas a outra cujo os efeitos ainda não são evidentes.

    Daniel, 5º período tarde

    ResponderExcluir
  75. Júlia Lorrane
    5° período tarde de Biblioteconomia 2013

    O que mais me chamou atenção é como que a biblioteca digital proporciona uma pluralidade de visões dentro de varias áreas de atuação, criando uma interação muito maior do que a que a biblioteca tradicional dispõe, e, além disso, é interessante ressaltar que antes mesmo da biblioteca digital existir e se tornar (cada vez) mais conhecida os bibliotecários e contribuintes de outras áreas principalmente os cientistas da informação, com as ferramentas tecnologias que tinham em mãos desenvolveram o catalogo digital que propiciou uma interação maior entre os usuários e os documentos, tornando-se um facilitador.
    Júlia Lorrane A. Paulo

    ResponderExcluir
  76. A Biblioteca digital é um acesso repleto de informações em grande quantidade mas que me preocupa por sua qualidade. Usuários efetivos são menores que usuários potenciais e não-usuários dessas bibliotecas. A biblioteca digital é um meio interessante para usuários efetivos que não possuem disponibilidade de acessar a biblioteca tradicional.
    É um excelente recurso para educadores e cientistas, ótima forma de colaboração de informação, e possui uma chance de ter um acesso maior de pessoas interessadas virtualmente do que a biblioteca tradicional tem pessoalmente.
    O mapa conceitual apresenta claramente a ideia da biblioteca digital e de suas benfeitorias no meio virtual.

    Aluno: Aline Gregório - 5º período - noturno.

    ResponderExcluir
  77. Mesmo que ainda não se tenha chegado á um consenso para a definição de Biblioteca Digital,o mapa conceitual consegue expressar o que é apresentado no artigo de Sayão, possibilitando uma leitura dinâmica de suas ideias. O leitor consegue facilmente ao explorar o mapa compreender que as Bibliotecas Digitais possuem uma coleção de serviços e objetos informacionais, que facilitam a utilização dos serviços e a comunicação entre as pessoas interessadas, para um compartilhamento de conhecimentos a qualquer hora e em qualquer lugar, utilizando um computador conectado a uma rede.

    Aluna: Samara Maria Aparecida Alves- 5° período- noturno

    ResponderExcluir
  78. 5° Período/ Biblioteconomia
    O mapa conceitual é esclarecedor no que tange os conceitos a cerca da aplicação no contexto do campo da Ciência da Informação, no que corresponde as áreas da biblioteconomia, arquivologia e museologia. Representa ainda um novo campo de estudo para a ciência documentária, bem como uma nova perspectiva de atuação do profissional da informação Trata-se de uma tecnologia que representa avanços positivos dentro das mudanças existentes na web semântica e colaborativa.
    Aluna: Evelyn Grazielle dos Santos Silva

    ResponderExcluir
  79. Depois que analisei o mapa conceitual consegui entender melhor a abordagem de Sayão. Vivemos uma era de transformações e a tecnologia é a precussora desta nova realidade, já é impossivel imaginar um mundo livre da computação. Neste novo conceito surge a biblioteca virtual, acredito que a biblioteca virtual não irá extinguir com a biblioteca tradicional, pelo contrário ambas como as demais precisam se complementar. Conforme Sayão: "A idéia de biblioteca digital é como um “ambiente distribuído que integra coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo de vida completo de criação, disseminação, uso e preservação de dados, informação e conhecimento”. Ainda analisando o mapa conceitual pode se perceber a complexidade das bibliotecas digitais tanto no aspecto tecnologico como no organizacional.
    Cabe aos profissionais de biblioteconomia, arquivologia, cientístas da informação, etc, entender e oferecer ao usuário uma biblioteca mais completa e eficiente conforme se busca ter com a virtual.

    ResponderExcluir
  80. A autora conseguiu definir muito bem "O que Biblioteca Digital?" em seu mapa conceitual. Ficou muito claro em minha visão.

    Quanto a definição do termo "Biblioteca Digital", de acordo com o mapa conceitual; este ainda está em evolução continua; falta clareza no significado do termo, podendo significar muitas coisas.
    É um termo que pode ser influenciado influenciado por pessoas, organizações, por áreas; mas de certo modo serviu para o enriquecimento da área.
    A biblioteca virtual, na visão de Sayão, é um tanto complexa em termos tecnológicos e organizacionais, formando uma grande rede toda interligada.
    A acessibilidade dos usuários de todo os conteúdo disponível na biblioteca digital, depende de seus colaboradores ou seja, os seus pesquisadores que disponibilizam o conteúdo digital.
    Assim como em uma biblioteca física, também em uma biblioteca digital, ninguém faz nada sozinho.
    É feito um trabalho em conjunto. Outro ponto comum importantíssimo é que ambas tem como objetivo principal a disseminação da informação.
    A biblioteca digital é multidisciplinar, pois agrega várias áreas do conhecimento em sua formação, envolvendo disciplinas e campos de pesquisa de pesquisa diferentes.
    Ela ainda possui diversos tipos de usuários, buscando o tempo todo informações diferentes que satisfação suas necessidades de informação. Outro fato muito interessante sobre a biblioteca digital, é que ela vista por uma pluralidade de visões distintas de diversas profissões diferentes.

    Priscylla Lorena Santos - 5º periodo/Noite

    ResponderExcluir
  81. Para além das expectativas de uma sonhada época totalmente digital, Sayão conclui e deixa claro que os livros impressos ainda vão continuar existindo e isso é justificado pelo fato desses não serem opostos aos livros digitais mas sim se complementarem.
    Um mapa conceitual é utilizado para organizar os conceitos e estes devem ocupar cada um o seu lugar.
    O termo biblioteca digital, no texto de Sayão, ganha um amplo espaço para várias definições mas que, sem êxito de encontrar seu lugar definitivo, ao final é revelado o lugar das, múltiplas, bibliotecas híbridas, que englobam as novas tecnologias e abrangem todos os tipos de bibliotecas em sua rede de serviços e todos os tipos de formatos.
    (Kátia Anair Martínez de Prosdocimi - 5º período - manhã)

    ResponderExcluir
  82. Maria Aparecida Ribeiro11 de agosto de 2013 10:09

    Temos a necessidade de rotularmos as coisas, a biblioteca digital em relação ao texto de Sayão é vista diferentemente por cada área de conhecimento, particularmente para mim é mais um meio que a biblioteca está tendo para se colocar no mundo, que é o meio digital, e com o tempo vai se mostrar, pois ainda estamos engatinhado nessa nova plataforma. É um novo suporte que para mim sem dúvida nenhuma vai ganhando espaço e descobertas cada vez mais solidificadas.

    Maria Aparecida Ribeiro Bitencourt 5º período manhã 2º semestre/2013

    ResponderExcluir
  83. Afinal, o que é biblioteca digital? A biblioteca digital ainda se mostra um conceito em evolução e muitas vezes confuso, e o presente mapa conceitual sintetiza e representa visualmente muito bem as ideias de Sayão em seu artigo.

    (Priscila Carlos Magno Dâmaso – 5° Período/Manhã)

    ResponderExcluir
  84. Márcia Dias Donato Moreira

    Após ler o texto de Luis Fernando Sayão" Afinal,o que é biblioteca digital? e ler o mapa mental construído a partir do texto, pude perceber que a existência de três termos: biblioteca virtual,biblioteca digital e biblioteca eletrônica- que possuem significados diferentes e são usados para designar a mesma coisa, dificulta e muito a compreensão do que seja uma biblioteca digital.
    Harter (1997, deixa isto bem claro ao afirmar:"...não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital." Esta afirmação ainda é uma verdade que causa irritação nos meios que dela fazem uso,já que pode ser aplicada tanto a coleções pessoais como a todo o universo da internet.
    Existem vários pontos de vista e percepção de acordo com a área que dela se utiliza, criando assim uma zona obscura de definição e ficando difícil definir com clareza o que é biblioteca digital. Mas esta indefinição abre também várias linhas de pesquisa em torno do tema, o que é excelente para os envolvidos,seja em qual área ela estiver sendo utilizada.

    (Márcia Dias- 5 período/manhã)

    ResponderExcluir
  85. “O conceito de uma biblioteca digital meramente equivalente a uma coleção de objetos digitalizados, assistida por uma ferramenta de gestão de informação, torna-se tosco e já não cabe nas utopias desses inúmeros setores. A ideia de biblioteca digital como um “ambiente distribuído que integra coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo de vida completo de criação, disseminação, uso e preservação de dados, informação e conhecimento.”
    A biblioteca digital possui uma infraestrutura técnica que viabiliza o surgimento de novas atividade, ela é de fácil acesso para a maioria das pessoas, aumentando assim o a disseminação da informação, por meio da diminuição das barreiras linguísticas.

    (Natália Figueiredo Martins - 5 Período/Manhã)

    ResponderExcluir
  86. A leitura do texto mais a visualização do mapa conceitual, ampliam nosso entendimento de que a biblioteca digital apresenta diversas visões e conceitos, de acordo com as áreas de conhecimento (ciência da computação, arquivologia, educação, ciência da informação). O autor deixa claro a complexidade de uma biblioteca digital, no âmbito tecnológico e organizacional, e o número diverso de usuários e a quantidade de visões, dificultam a construção de um conceito único.
    [Camila Goulart - Biblioteconomia - 5º período - Manhã]

    ResponderExcluir
  87. O mapa conceitual por ser uma estrutura esquemática, destacou os principais conceitos relevantes do artigo de Luis Fernando Sayão, dentre eles a evolução da biblioteca digital e suas diferenças com a biblioteca tracidional. É importante ressaltar que, Sayão menciona em seu artigo outros pensadores e os diferentes conceitos, que os profissionais de distintas áreas pensam sobre o mesmo tema.
    “Biblioteca Digital representa um espaço sinérgico de um grande número de áreas da tecnologia da informação e várias outras disciplinas e campos de pesquisa, como biblioteconomia, ciência da informação, museologia, arquivologia e gestão do conhecimento, para citar algumas das mais importantes. (Candela et al., 2007)”

    (Iaysa Castro de Almeida – 5° Período/Manhã)

    ResponderExcluir
  88. O mapa foi muito bem estruturado, mostra a visão de todos os profissionais afetados por essa nova versão de acesso. A visualização do mapa ajuda a entender mais sobre o universo digital e todas as suas dimensões.
    (Thais Angélica Meira da Silva - 5º período- Manhã)

    ResponderExcluir
  89. Observando o mapa conceitual e após a leitura de Sayão, entendi que as definições de biblioteca digital são diversas e que se reconfiguram de acordo com os seus inúmeros protagonistas que se espalham por muitas áreas. É um ambiente em crescente desenvolvimento e mudanças, envolve diversos usuários, bem como vários profissionais, bibliotecários, arquivistas, cientistas da computação entre outros. É complexa na sua organização e está possibilitando acesso ao conhecimento de forma planetária. Está proporcionando um avanço para a disseminação da informação para a humanidade.

    (Nadir Rodrigues - 5° período - Manhã)

    ResponderExcluir
  90. Ao fazer a leitura do texto e visualizar o mapa conceitual, percebemos diversos conceitos sobre o que é uma biblioteca digital, conforme as diversas áreas do conhecimento.
    O autor demonstra a complexidade da criação de um conceito único sobre biblioteca digital.
    O “mundo digital” esta cada vez mais presente em todas as esferas da sociedade, obviamente a biblioteca também esta inserida nesse contexto, formando assim um conceito sobre o que é uma biblioteca digital.


    (Marlon Louro Silva - 5º período - Manhã)

    ResponderExcluir
  91. o mapa conceitual ajuda a esclarecer o texto de Sayão, tornando o mais didático.
    Não existe ainda uma definição cunhada sobre o termo biblioteca digital, existe uma pluralidade de conceitos e faz com que a questão fique ainda mais complexa. A biblioteca pode ser virtual, digital, tradicional não importa , muda o espaço , o suporte , mas, o objetivo será sempre conectar as pessoas com a informação .
    ( Flávia Renata Silva Resende - 5º período- Manhã)

    ResponderExcluir
  92. O mapa conceitual feito através do texto de Sayão tem uma abordagem que nós faz perceber óticas e ainda uma percepção quanto a um conceito claro e definitivo que se adeque a todas a s áreas , porém um conceito para a biblioteconomia pode não servir para a arquivologia tornando assim necessário que cada uma tenha seu conceito bem estruturado e claro para seu próprio uso. O uso da internet hoje é comum a um número grande de pessoas, mas ainda assim não atende a todos, porém do ponto de vista dos que tem acesso a internet se tornou o ponto de acesso a informação mais comum, e percebe-se que o google é o mais usado para buscas, a preocupação é se toda informação encontrada é necessária e atende ao usuário. A biblioteca ainda é o que ela é, mas os suportes e formatos que estão em mudanças para que atenda os usuários via internet. Sayão afirma que
    "O surgimento dessas tecnologias, percebeu-se que elas trariam um ganho extraordinário de produtividade e de amplitude nas funções administrativas, técnicas e de intercâmbio de informação e conhecimento no mundo das bibliotecas. Portanto, a biblioteca digital é mais um marco – que não traz aniquilamentos e nem pontos de singularidade – na continuidade evolutiva das bibliotecas, que caminham rapidamente para se tornarem palácios híbridos de acesso à informação e ao conhecimento distribuído, para onde convergem e se integram todos os tipos de mídias."
    Assim concluo afirmando que a uma ligação entre a leitura de Sayão e o mapa e que um complementa o outro como ponto de percepção de que ainda não há um conceito, mas a uma comunicação em áreas do conhecimento e a necessidade de se perceber as mudanças atuais. O Mapa Conceitual deixa mais claro a compreensão referente a biblioteca digital.
    (Diênia Rafaela Mendonça- 5º Período/Manhã)

    ResponderExcluir
  93. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  94. Uma citação de Sayão que eu gosto sobre Bibliotecas digistais, é a seguinte:
    'A biblioteca digital parece ser mais um passo na direção da concretização desse sonho ancestral, sem que seja necessário que todas as informações estejam reunidas num só lugar.'
    Certa vez, li em um artigo que Biblioteca Digital era sinônimo de 'Biblioteca sem muros', achei a expressão excelente pois é exatamente o que a Biblioteca Digital aparenta ser e completa o que Sayão diz sobre as informações deixarem de estar reunidas em um lugar só. Ao mesmo tempo, pensamos qual é a visão dos profissionais da informação e os que a utilizam sobre o termo, e o mapa conceitual mostra claramente a visão de cada um.

    (Mariana Carvalho - 5º Período/Manhã)

    ResponderExcluir
  95. O mapa conceitual sintetiza de maneira clara as idéias que foram apresentadas no texto de Sayão, o qual explica que a biblioteca digital é uma ferramenta importante na disseminação da informação e representa um espaço de várias áreas do conhecimento.
    Contudo, pode se observar que a biblioteca digital está em processo de desenvolvimento e ainda não possui uma definição precisa.

    (Ingredy Chagas Egg - 5º período/ Manhã)

    ResponderExcluir
  96. A partir da visualização do mapa conceitual e da leitura do artigo de Sayão, podemos perceber que o conceito de biblioteca digital não está pronto e tem vários significados de acordo com o interesse de cada área do conhecimento.

    (Milce Ferreira dos Santos - 5º período/ Manhã)

    ResponderExcluir
  97. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  98. Visualizando o mapa conceitual podemos concluir que estamos vivendo o que o autor Sayão denomina a "adolescência da biblioteca digital": vários conceitos, complexidade em termos tecnológicos e informacionais, previsões exageradas, etc. Hoje a biblioteca digital é uma realidade que não se tardara em se adaptar ao nosso cotiano. A criação de novas tecnologias não anulara as técnicas de coletamento e organização da informação, ao contrario, irão se complementar para uma melhor disseminação, cabe a nós bibliotecários sermos flexíveis e realistas.

    [Rafaela Lorena e Wingrid Suéveny - 5º período/ Manhã]

    ResponderExcluir
  99. Por L. Cláudio Cunha

    Conforme o mapa conceitual, biblioteca digital, pode-se considerada um repositório digital. Segundo(SAYÃO, 2008/2009)este termo vem sendo interpretado para as diferentes mídias existente atualmente. No entanto, este aponta algumas diferênças para mídias e suas relações com o termo biblioteca eletrônica, virtual,digital etc.

    Fonte: SAYÃO, Luis Fernando. Afinal, o que é biblioteca digital? Revista USP, São Paulo, n. 80, p. 6-17, dez./fev. 2008/2009.

    ResponderExcluir
  100. O mapa conceitual foi uma otima ferramenta para auxiliar no entendimento do texto do Sayao. Segundo o próprio autor este conceito ainda se encontra em construção e ainda não apresenta uma unica definição, pois este conceito possui diversos significados de acordo com cada área do conhecimento.

    [João Otávio - 5° Período / Manhã]

    ResponderExcluir
  101. Este mapa conceitual resume o artigo de Sayão, mostrando como é consttituida uma biblioteca digital. Apesar de não apresentar uma definição concreta e mais superficial dos pontos principais de acesso, os campos o definem claramente. Além disso, permite uma compreensão ampla do tema biblioteca digital.

    [Morhamed - 7º periodo / Manhã]

    ResponderExcluir
  102. Como apresentado no texto de autoria de Sayão, a biblioteca digital é um campo que está em desenvolvimento, tendo influencia de outros protagonistas (sendo esses dos mais diversos) que interagem com ela.
    Como citado no texto “(...) bibliotecas digitais parecem oferecer-nos toda a conveniência, a eficiência, a sofisticação da tecnologia digital dentro da ideia familiar e confortável de uma biblioteca (McPherson, 1997).”, a biblioteca digital não estaria desvinculada da biblioteca tradicional que conhecemos, mas sim, seria uma nova maneira de se explorar a mesma, já que estamos vivendo em uma era tecnológica.
    Comparando o texto com o mapa conceitual, percebemos que o segundo nos dá de maneira mais tangível como a biblioteca digital é multifuncional nos seus diversos campos de abrangência, além de uma amostra de seus diversos protagonistas, sendo assim, o mapa seria um resumo do texto de Sayão de forma mais simplificada.

    [Jonathan Oliveira - 5º Período/Tarde]

    ResponderExcluir
  103. Sayão (2009) apresenta a biblioteca digital como conceito em construção, permeado de particularidades das diversas áreas que fazem parte da concepção de sua estrutura.

    É interessante ressaltar que a biblioteca digital é, primordialmente, uma biblioteca. Dessa forma, sua estruturação deve refletir aspectos de organização da biblioteca tradicional no que diz respeito ao tratamento da informação com intuito de torná-la acessível. Por outro lado, a biblioteca digital não é apenas a transposição da biblioteca física para um meio digital, pois apresenta suas particularidades.

    O mapa conceitual é simples e de fácil compreensão, apresentando de forma completa as principais ideias do texto com a relação dos conceitos bem estruturada.

    [Jéssica de Sá - 5° período/ tarde]

    ResponderExcluir
  104. A associação entre o Mapa Conceitual e o tema abordado por SAYAO fica bem claro que existem definições variadas para assuntos parecidos. E percebe-se que ainda a biblioteca digital está em uma forma de amadurecimento. Outro aspecto percebido são as questões da disponibilização e acesso aos materiais bibliográficos, travados pelas leis de direitos autorais e complementados pelo trabalho cooperado entre pessoas. Mas o mais importante é, ao meu entender, é que a disseminação do conhecimento produzido é uma função de uma biblioteca digital.

    ResponderExcluir
  105. Após ler o texto e observar o mapa conceitual é possível perceber a amplitude da biblioteca digital, a qual é desenvolvida por vários campos de pesquisa, entre eles a Biblioteconomia.
    Pode-se compreender que a definição de biblioteca digital encontra-se em andamento, assim como a própria biblioteca digital que está em evolução.


    [Elze Freitas - 5° Período/Tarde]

    ResponderExcluir
  106. De acordo com o texto "Afinal o que é biblioteca digital" de Sayão, e com o mapa conceitual, fica claro que a definição de biblioteca digital não possui uma definição única. O texto mostra quem são seus usuários reais, como por exemplo, os arquivistas, cientistas da computação, políticos e governantes, educadores e professores, editores, pesquisadores, entre outros.Cada um deles define biblioteca digital de acordo com seus interesses específicos. No âmbito tecnológico e organizacional a biblioteca se mostra complexa, mas de fácil acesso, disseminando a informação para o usuário com rapidez.

    [Adriana de Freitas E.Santo 5º Período/Tarde]

    ResponderExcluir
  107. Com base na leitura de Sayão juntamente a análise do mapa, é nítido pelo entendimento que tive, que a biblioteca digital têm sua gênesis no tradicional, porém adaptada a seu suporte e ofertas características deste meio, com uma gama de possibilidades e versatilidade, que acaba por ter como desafio até mesmo sua própria definição, tendo essa pluralidade em vários aspectos.

    [Larissa Nonato D'Carlos - 5° Período/Tarde]

    ResponderExcluir
  108. O conceito de Biblioteca Digital está em constante apuração e desenvolvimento, sendo moldado dentro de um leque pluridisciplinar. O mapa, como suporte, expressa visualmente muito bem o esquema que é apresentado no artigo de Sayão, e possibilita uma leitura fácil e dinâmica de suas ideias. Dessa forma, o conceito de biblioteca digital, que é abrangente, pode ser mais facilmente explorado pelo leitor (mesmo diante das diversas definições apresentadas para tal conceito nas variadas áreas), principalmente devido à forma apurada e objetiva com a qual os dados estão dispostos no mapa conceitual. O conceito de Biblioteca Digital está em constante apuração e desenvolvimento, sendo moldado dentro de um leque pluridisciplinar.

    [Gustavo de Souza Silva - 5° Período/Noite]

    ResponderExcluir
  109. Podemos dizer que, de acordo com a leitura do texto e a análise do mapa mental, a definição de biblioteca digital é muito complexa por ser um termo tão novo e tão diferente das bibliotecas tradicionais.

    Igor Cerqueira, 5º Período - tarde

    ResponderExcluir
  110. O mapa conceitual estruturou uma síntese do artigo e nos remete a percepção que a biblioteca digital está em contínuo desenvolvimento e uma definição precisa ainda está em construção devido a vários fatores, como por exemplo, as influencias de cada área envolvida em sua implementação e enriquecimento, as complexidades das tecnologias para seu plano de funcionamento adicionado ao vasto universo de usuários e a multiplicidade de visões.
    Por fim, nota-se no mapa a importância dada ao campo cultural, devido ao relacionamento criado em destaque, expondo que as barreiras linguísticas podem ser superadas com o acesso e disseminação de informações, estabelecendo a biblioteca digital um meio privilegiado de visibilidade global.

    [Janaina Andrade R. da Cruz - 5º Período/Tarde]

    ResponderExcluir
  111. O texto mostra que ainda há muita confusão para definir e conceituar o que realmente é uma biblioteca digital e qual é seu real objetivo e serviço. Isso se deve por ainda está em desenvolvimento e pelas participações interdisciplinares e suas variáveis visões das definições e usos dessa biblioteca. Apresenta a vantagem de ser um canal de comunicação de manifestações culturais e a desvantagem de ser confundida com um site de busca generalizado como é o Google. E reafirma que a biblioteca digital nunca vai substituir a biblioteca tradicional e sim que elas têm que sempre trabalhar juntas.

    [Lucila Noronha de Carvalho, 5º Período - tarde]

    ResponderExcluir
  112. Contemplando o texto, podemos perceber que para Sayão a biblioteca não se limita ao serviço; trabalhando a interação de grandes áreas da informação, com os processos envolvidos estabelecendo os processos que os bibliotecários executam, o meio informacional envolvido, e as novas informações inseridas no mecanismo mantenedor da biblioteca digital. Debatendo os processos de difundir as biblioteca digital coexistindo de conceitos trabalhados nas bibliotecas tradicionais. Acompanhando o mapa conceitual podemos avaliar a complexidade explorada, busca de integração dos modelos de biblioteca e seus recursos.

    [Ana Lídia de Almeida, 5º Período - tarde]

    ResponderExcluir
  113. O termo “biblioteca digital” vem sendo aplicado a uma variedade,não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital e segundo o texto Sayão aponta claramente a dificuldade para chegar a um consenso. biblioteca digital é uma idéia em movimento, ainda se desenvolvendo e tomando forma. A Biblioteca Digital possui e controla a informação, adquire, organiza e dissemina o conhecimento. O autor deixa claro a complexidade e o mapa conceitual nos mostra a integração dos modelos de bibliotecas, porém segundo (Harter, 1997) a complexidade das bibliotecas digitais
    em termos tecnológicos e organizacionais, somada ao seu universo vasto e variado de
    usuários e à multiplicidade de visões – reais e imaginárias – sobre as suas possibilidades e a sua extensão, impacta significativamente a construção de uma definição comum “Apesar das intensas atividades de pesquisa e de desenvolvimento em torno das várias vertentes do problema, não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital”.

    Emiliana Esteves Diurno Tarde

    ResponderExcluir
  114. De acordo com o texto de Sayão e com o mapa conceitual podemos ver que a biblioteca digital não tem somente uma definição, e ainda mostra quem são os seus usuários que para cada um deles tem sua própria definição do seria uma biblioteca digital. E a biblioteca digital é complexa porém tem um acesso fácil,visto que seu objetivo é a disseminação da informação para o usuário com rapidez.

    Fernanda Fortunato Ferrari - 5º Período - tarde

    ResponderExcluir
  115. As bibliotecas digitais tem tanta importância quanto as bibliotecas tradicionais e facilita o acesso ao acervo, ela é criada a partir de uma equipe e possui toda uma estrutura. A sua principal diferença é o acervo que é digital. O conceito de biblioteca digital esta em constante análise e estudo, este mapa aqui no blog juntamente com o texto de Sayao nos refrete o que é uma biblioteca digital.
    [Jéssica Luiza 5º período/noite]

    ResponderExcluir
  116. O mapa mostra claramente as diversas percepções encontradas a respeito do conceito de biblioteca digital, pois o significado deste termo é uma idéia em desenvolvimento. Apesar da confusão sobre o que significa biblioteca digital, entre as diversas áreas de interesse, Sayão em seu texto nos faz lembrar que, “biblioteca digital continua sendo biblioteca” ou seja, mesmo que esteja no ambiente da internet, o tratamento e a organização da informação acontece da mesma forma que nas bibliotecas tradicionais. Porém, as suas ações são entendidas pela potencialização da disseminação da informação e do conhecimento, através de recursos e serviços, alcançados somente, com o uso das tecnologias correntes.

    ResponderExcluir
  117. As bibliotecas digitais, têm muitas faces, mas nenhuma a define por completo. Somente o futuro poderá ou não defini-la, resolvendo as suas divergências.

    Carla Donelas - 20/03/2015

    ResponderExcluir
  118. Após a leitura do texto e observar o Mapa Conceitual, foi possível concluir que:
    Ainda é complexo definir essa categoria de biblioteca, sabendo-se que o termo “biblioteca digital” Segundo Sayão (2009),"vem sendo aplicado a uma variedade extraordinária de coisas - do catálogo online à coleção de programas de computadores- grande parte delas desvinculada do conceito que temos de biblioteca." Provavelmente, isso acontece pelo fato de profissionais de diferentes áreas, principalmente da informática, apropriarem-se do termo “biblioteca digital” para designar uma mera coleção de artefatos digitais.
    Foram encontradas infinitas definições que remetem à biblioteca digital. Porém, criou-se tanta expectativa em torno desta categoria de biblioteca que nenhuma definição pode compreendê-la por completo, fazendo com que uma definição precisa para a biblioteca digital seja uma utopia da contemporaneidade.
    O sistema de bibliotecas digitais dá acesso às diversas áreas do conhecimento, oferecendo sempre um norte para que o usuário possa ter uma pesquisa mais aprofundada e confiável, através da interdisciplinaridade. Não podemos nos esquecer que, a biblioteca digital deve ser vista como instituição social, além do destaque no profissional bibliotecário como o especialista para selecionar, estruturar, distribuir e preservar a informação. Elementos estes fundamentais para a universalização da informação e do conhecimento.


    [ Ana Paula Porto Pereira, 5º Período – Tarde ]

    ResponderExcluir
  119. O que pude perceber no texto de Sayão, é que não existe uma definição única para biblioteca digital, e que cada grupo a define de acordo com seus interesses e necessidades. Mas o fato de não existir uma definição absoluta para o termo biblioteca digital, pude perceber que sua essência vem da biblioteca tradicional, que traz consigo a responsabilidade de: armazenar organizar e disseminar informação. Acredito que biblioteca digital seja uma extensão da biblioteca tradicional, que se tornou uma aliada das tecnologias para disponibilizar com maior agilidade e rapidez a propagação de produtos e serviços.

    ResponderExcluir
  120. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  121. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  122. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  123. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  124. A biblioteca digital ainda não tem tem o seu conceito consolidado, isto deve-se a extensões inesgotáveis de funcionalidades que ela possui e a perspectiva que ela representa nos diferentes âmbitos epistemológicos, e nos contextos diversos em que ela esta inserida como em esferas do governo, negócios, cidadania, pesquisa científica dentre outros, a biblioteca digital não é simplesmente um sistema de busca e recuperação de informação de objetos digitalizados, esta é uma definição muito superficial, ela continua tendo seus fundamentos firmados na mesma linha de atuação da biblioteca tradicional, que tem como cerne o preservar a cultura universal, difundir o conhecimento, fazendo com que seu raio de alcance chegue a lugares remotos e rompa fronteiras para que o acesso a informação possa acontecer, é também fonte inesgotável de conhecimento humano, facilitando o acesso físico e intelectual a informação, ela atua em todo ciclo informacional e esta em constante evolução juntamente com as tecnologias mais atuais, com possibilidades de atuação promissor que tende a alcançar nichos ainda inexploráveis que vão surgindo em detrimento do avanço tecnológico.

    ResponderExcluir
  125. Ruth Mara Cançado22 de março de 2015 13:58

    O Mapa Conceitual sintetizou com eficácia, o texto de Sayão sobre a Biblioteca Digital, apontando a complexidade e a falta de clareza do significado do termo. O presente texto mostra várias áreas do conhecimento envolvidas na construção e no uso da biblioteca digital, cada uma a define segundo suas necessidades. O mais interessante, é que tanto os bibliotecários, quanto os arquivistas, cientistas da computação, políticos e governantes, editores, professores e educadores, pesquisadores, destacam a importância e os benefícios das bibliotecas digitais.

    ResponderExcluir
  126. O mapa conceitual acima sintetizou de forma clara as ideias ressaltas no texto de Sayão. O que tornou o texto mais enriquecedor foram as discussões acerca do conceito de Biblioteca Digital, mostrando que este está em processo de amadurecimento, contudo, ainda se vê a falta de consenso, sendo este motivado pela envolvimento de várias disciplinas e campos de pesquisa. Ressalto ainda, que estas discussões não se polarizam, e sim se complementam. Desta forma, conforme Sayão, a Biblioteca Digital se mostra como um espaço dinâmico, onde há interação, compartilhamento de informações, superação de barreiras linguísticas e promoção da inclusão digital, dentre outros fatores, os quais se encontram presentes nos produtos e serviços a ela vinculados.
    [ Grasielle C. S. Vasconcelos / 5º Período – Tarde ]

    ResponderExcluir
  127. Patrícia Monfardini deSouza - 5°período - Noite22 de março de 2015 19:18

    O mapa conceitual bem exemplifica o texto de Sayão, onde as bibliotecas digitais, biblioteca eletrônica e biblioteca virtual são constituídas como novos recursos de aprendizado, apoiados por conteúdos multimídia, acessados em escala global pelos pesquisadores interessados. O que o texto usa para a definição dessas bibliotecas, é a percepção de diferentes pontos de vista de pessoas e de organizações de diversas áreas que se empreenderam para a construção de significados para o uso dos termos que dão entender da mesma coisa; apresenta grande número de atores que contribuíram para o desenvolvimento e a implementação dessas bibliotecas para uso da informação, como um insumo básico para suas pesquisas.


    ResponderExcluir
  128. [Thais Bárbara C. dos Santos - 5º período - Tarde]

    O texto de Sayão argumenta as diversas reflexões e características que envolvem o tema bibliotecas digitais. Como mostra o mapa conceitual estas vertentes constroem e dificultam a definição do que seja uma biblioteca digital. Por exemplo as diversas áreas que estão envolvidas na construção de bibliotecas digitais trazem características diferentes. Cada área de atuação tem aspectos que se encontram relacionadas a algumas das características das bibliotecas digitais, trazendo tal confusão. Mas também, na construção para uma conceituação para este assunto inclui questões como acesso, disseminação da informação e outros. Portanto, não é definido um conceito para tal tema mas talvez a complexidade com que este meio traz seja permitido várias classificações e não uma definição singular.

    ResponderExcluir
  129. Ficou claro, para mim, com a leitura do artigo de Sayão, que o conceito de biblioteca digital ainda não está definido, pois a mesma possui uma pluralidade de visões que imbuem várias interpretações. O autor nos mostra que o conceito de biblioteca digital está em evolução desde a sua concepção devido aos vários pontos de vista de todos os envolvidos em sua construção e utilização. O que eu pude ver claramente é que a biblioteca digital não é, como alguns de nós pensávamos, uma organização paradoxal à biblioteca convencional. Ela é, na verdade, uma evolução desta que, utilizando o seu alicerce em conjunto com as novas tecnologias, só faz enriquecerem os meios de distribuição e acesso à informação.

    ResponderExcluir
  130. O texto de Sayão veio reforçar a concepção que eu já tinha sobre as bibliotecas digitais, e a suas semelhanças com a biblioteca tradicional. “O conceito de biblioteca digital não é algo que desponta desvinculado da idéia ancestral que temos de biblioteca. Ao contrário, ele se desenvolve tendo como fundamento uma analogia direta com a biblioteca tradicional e com a sua missão de organizar coleções impressas e outros artefatos, de operar serviços e sistemas que facilitem o acesso físico e intelectual – e também o acesso de longo prazo – aos seus estoques informacionais”. Um outro ponto que achei interessante foi o momento em que ele ressalta as diferenças que serão encontradas ao substituir o papel pelo documento eletrônico, “ a substituição de papel pelo documento eletrônico está assentada em algumas importantes diferenças: no armazenamento distribuído em formas digitais, na comunicação direta, on-line, na obtenção do material via redes de computadores, na multiplicidade de cópias a partir de uma versão original, no nível de granularidade que é possível tratar as informações digitais e nas suas possibilidades de reúso. Essas diferenças se desdobram em transformações tão profundas que eventualmente deixam a biblioteca digital distante de uma mera expressão da biblioteca tradicional (McPherson, 1997).

    ResponderExcluir
  131. O mapa conceitual acima apresenta de forma clara e sintetizada os tópicos que foram discutidos por SAYÃO (2009) com relação a uma possível definição de Biblioteca Digital. Como foi retratado pelo autor e, como o próprio mapa conceitual aponta, a definição de Biblioteca Digital acaba por variar de acordo com cada área específica na qual esta será aplicada, considerando a multiplicidade de papéis que uma BD poderá exercer. Sendo assim, e dada a contínua evolução de novas tecnologias e empregabilidade de novas funções à esta biblioteca, é complicado que haja uma definição concreta e definitivamente estabelecida do que, exatamente, é a Biblioteca Digital. Vale ressaltar, também, algo que já faz parte de uma característica desse tipo de biblioteca, sendo esta muita clara e consolidada: a Biblioteca Digital não é o mesmo que a Biblioteca Tradicional, apesar de as semelhanças existirem - e não serem poucas - é fundamental o reconhecimento de que a Biblioteca Digital possuí suas características próprias, auxiliando assim no desenvolvimento de sua futura definição que será estabelecida.

    ResponderExcluir
  132. O mapa conceitual demonstra, de forma muito eficaz, a complexidade e multiplicidade de fatores que envolver a definição do que vem a ser a Biblioteca Digital e qual seu papel num contexto informacional. Percebe-se, a partir da análise do gráfico, que, concordando com o texto de SAYÃO (2009), o conceito Biblioteca Digital ainda encontra-se em aberto, ou seja, ainda não foi encontrada uma definição que contemple a variedade de visões e práticas relacionadas a esse tipo de Unidade de Informação. Outro aspecto a ser observado no mapa diz respeito à reinvenção da biblioteca tradicional citada por LEVACOV (2006). É possível, a partir do que foi exposto no mapa conceitual, verificar as características da biblioteca tradicional, adaptadas à realidade de uma biblioteca digital.
    Fernando Cesar Gomes
    5º Período - Noturno 2015

    ResponderExcluir
  133. O mapa conceitual sintetiza o que o autor Sayão fala sobre a definição da biblioteca digital, conceito este que, ainda está em desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  134. O conceito de uma biblioteca digital (BD) meramente equivalente a uma coleção de objetos digitalizados, assistida por uma ferramenta de gestão de informação, já não cabe mais. A BD é uma ideia em movimento, ainda se desenvolvendo e tomando forma. BD representa um espaço sinérgico de um grande número de áreas da tecnologia da informação e várias outras disciplinas e campos de pesquisa, como biblioteconomia, ciência da informação, museologia, arquivologia e gestão do conhecimento, etc. BD continua sendo biblioteca, buscando por excelência conectar pessoas à informação.

    ResponderExcluir
  135. "O conceito de biblioteca digital não é algo que desponta desvinculado da idéia ancestral que temos de biblioteca.
    Mas, apesar de a biblioteca digital ser, na maioria das vezes, um serviço vinculado à biblioteca tradicional, fica claro que existe uma distinção que deve ser feita entre elas".

    A biblioteca digital é uma atualização, das ferramentas utilizadas nas bibliotecas tradicionais. Para que a biblioteca sobreviva e se mantenha atualmente, foi necessário essa atualização, pois a sociedade hoje tem cada vez mais informações no Dia, com uma exigência que a biblioteca teve que suprir.

    Irisdeis Lúcia Siqueira

    ResponderExcluir
  136. O mapa conceitual acima sintetiza as ideias apresentadas por Sayão (2008) quanto aos diversos entendimentos acerca do que seria uma biblioteca digital. De fato, o autor aponta as variadas interpretações que os grupos envolvidos no panorama das bibliotecas e livros podem ter. Posições diferentes levam também a discursos diferentes sobre a temática, isto é, dependendo do lugar do qual se fala (se como bibliotecário, arquivista, político, comerciante etc.) há uma visão que não necessariamente condiz com outras. Sayão lembra que bibliotecas digitais são relativamente recentes se levarmos em consideração a história das bibliotecas, e portanto consensos acerca de sua definição, usos e possibilidades ainda não foram atingidos. Ressalta, no entanto, que trata-se de uma mudança tecnológica que, apesar de afetar profundamente bibliotecas, bibliotecários e usuários, não muda a essência da biblioteca, que já há um século não se apóia exclusivamente em livros, mas em uma variedade de suportes e serviços informacionais que têm por finalidade garantir que o usuário (real ou potencial) tenha acesso às informações que necessita (sejam tais necessidades expressas ou não).

    - Olivia Moreira Gutierrez

    ResponderExcluir
  137. Houve uma acelerada evolução das bibliotecas digitais no últimos anos. As temáticas e os enfoques são diversos e isso é bom para o enriquecimento e o incitamento para uma melhor definição do conceito de biblioteca digital. Uma ajuda é a vinculação com a base de todas as bibliotecas: A biblioteca tradicional. Com a vinculação do que é tradicional ao moderno pode-se fazer um melhor estudo sobre a concepção da chamada biblioteca digital que é tão importante quanto a biblioteca "costumeira".


    Guilherme Leroy de Araújo - 5°período - Noite

    ResponderExcluir
  138. “Apesar das intensas atividades de pes¬quisa e de desenvolvimento em torno das várias vertentes do problema, não se tem absolutamente claro o significado do termo biblioteca digital” (Harter, 1997).
    Para a comunidade da Ciência da Informação o que melhor define biblioteca digital é que essa seria apenas um processo de amadurecimento das atividades que as bibliotecas vêm fazendo desde os tempos imemoriais na tarefa de organizar e disseminar o conhecimento usando as tecnologias correntes , esse era um caminho inevitável onde o bibliotecário vê claramente a possibilidade de acesso simultâneo a um mesmo documento por um número indefinido de usuários. Além de romper a barreira do acesso ligado a preservação, ou seja a biblioteca digital é um estágio a mais no desenvolvimento natural e continuo de novos meios de publicações.

    Sara de Fátima Soares Barbosa Biblioteconomia 5º período- tarde

    ResponderExcluir
  139. Em seu texto Sayão diz que a comunidade da ciência da informação vê a biblioteca digital “mais como uma instituição, como uma extensão lógica do que as bibliotecas vêm fazendo desde os tempos imemoriais, ou seja, adquirindo, organizando e disseminando conhecimento usando as tecnologias correntes."
    Sendo assim o papel da biblioteca não mudou ao longo dos anos, ela apenas ampliou seu leque de serviços, usando os meios disponíveis. O surgimento das bibliotecas digitais possibilita o fim das barreiras geográficas, possuindo as ferramentas necessárias, o usuário seja ele especializado ou não pode acessar acervos de bibliotecas de todo o mundo, desde que essas prestem esse serviço.

    ResponderExcluir
  140. Vilma Martins Naves Coelho - 5° Período noite24 de março de 2015 18:18

    O mapa conceitual mostrou de forma dinâmica o que o texto do Sayão revela em sua leitura. Apesar de não ter ainda uma definição clara para bibliotecas digitais é sim de uma ideia em movimento que ainda esta tomando forma. As bibliotecas digitais incluem as funcionalidades das bibliotecas tradicionais, mas potencialmente com uma multiplicidade de visões e com grande diversificação de interesses informacionais devido principalmente pela heterogeneidade dos usuários que buscam a informação. Evidentemente que há uma distinção entre elas, que são os diferentes pontos de vista na percepção de cada área especificada. Na biblioteca tradicional a informação está fixada em um suporte físico, o papel; a digital usa sua representação aliada à informática. Entretanto, ambas tem o mesmo propósito e a mesma funcionalidade que é de organizar, armazenar e disseminar a informação independentemente do seu formato e suporte.

    ResponderExcluir
  141. O mapa conceitual mostra claramente a complexidade da Biblioteca Digital. Mesmo sem existir um consenso sobre a sua definição, ela veio para agregar valores a Biblioteca Tradicional.

    ResponderExcluir
  142. A discussão apresentada no texto de Sayão mostra que o conceito de biblioteca digital ainda encontra-se em desenvolvimento, pois abrange contribuições de pessoas e organizações de diversas áreas que se envolveram na construção desse conceito. O termo ainda é confundido com biblioteca virtual e biblioteca eletrônica e, além disso, o seu significado se vincula com outros conceitos, como rede de conhecimento, coleção digital, colaboratórios, sistemas de computadores em rede, infra-estrutura tecnológica, desigualdade informacional, recurso de aprendizado, entre tantos outros.

    Sayão coloca que é importante estudar e conhecer os conceitos de biblioteca digital dentro do contexto de pesquisas e práticas da biblioteconomia e outras áreas do conhecimento relacionadas. O mapa conceitual busca esquematizar e ilustrar de forma sintética as ideias e relações apresentadas no texto. Como mostra o mapa, o autor diz, sobre o ambiente digital: "esse ambiente é formado por um complexo de serviços e de coleções de conteúdos distribuídos, gerenciados de forma autônoma, contudo interoperáveis".

    [Ayumi Ochiai / 5º período - Tarde]

    ResponderExcluir
  143. O texto de Sayão mostra a dificuldade em conceituar as bibliotecas digitais e seu objetivo. Dificuldade explicada pela divergência de interpretações e visões.
    O termo ainda é confundido com biblioteca virtual e biblioteca eletrônica, por envolver varias áreas de informação.
    A biblioteca digital é uma idéia em movimento que ainda esta tomando forma. Embora existam semelhanças com a biblioteca tradicional, suas diferenças devem ser percebidas para a formação de um novo conceito.
    Através do mapa conceitual é possível visualizar de forma dinâmica a definição de Sayão e perceber os tipos de usuários e suas diferentes formas de utilização.


    [Dayanne K. O .Pires / 5º Noturno]

    ResponderExcluir
  144. O mapa é bem explicito, define as áreas de interesse, também conceitua o que é biblioteca digital e traz informações tenta clarear o que é biblioteca digital, mesmo assim há uma definição precisa, mas à medida que o termo for discutido pode vir a clarear mais o conceito de biblioteca digital. Conforme o texto de Cunha existe algumas características em comum entre biblioteca convencional e digital que é o objetivo principal da biblioteca digital como a convencional é a organização centrada no usuário. Sendo que organizar, preservar e organizar os recursos organizacionais são o objetivo maior da biblioteca digital. A biblioteca digital vem ampliando o acesso de alguns documentos. A qualidade e a flexibilidade na busca e recuperação da informação.

    ResponderExcluir
  145. Luzimira de Abreu
    5º Período - Biblioteconomia

    O ...segunda-feira, 30 de março de 2015 13:59Luzimira de Abreu
    5º Período - Biblioteconomia

    O mapa é bem explicito, define as áreas de interesse, também conceitua o que é biblioteca digital e traz informações tenta clarear o que é biblioteca digital, mesmo assim há uma definição precisa, mas à medida que o termo for discutido pode vir a clarear mais o conceito de biblioteca digital. Conforme o texto de Cunha existe algumas características em comum entre biblioteca convencional e digital que é o objetivo principal da biblioteca digital como a convencional é a organização centrada no usuário. Sendo que organizar, preservar e organizar os recursos organizacionais são o objetivo maior da biblioteca digital. A biblioteca digital vem ampliando o acesso de alguns documentos. A qualidade e a flexibilidade na busca e recuperação da informação.

    ResponderExcluir
  146. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  147. 5º Período - Biblioteconomia/Noite

    Sayão afirma em seu texto que a Biblioteca Digital é uma 'ideia" e "suas definições se reconfiguram de acordo com seus inúmeros protagonistas que se espalham por diversas áreas". Apesar de possuir inúmeros significados, nenhum deles à define completamente. O Mapa conceitual acima explicita bem o que o autor propõe em seu texto, apontando toda a gama de significados e diversas áreas da Biblioteca Digital.

    ResponderExcluir
  148. O termo "Biblioteca Digital" mesmo ainda não sendo bem definido dentro de uma conceituação teórica, já nos mostra muitas das suas implicações e potencialidades; e com o mapa conceitual apresentado acima, podemos perceber a extensão e a organização que envolve uma biblioteca digital de forma clara e objetiva. Neste mapa esta representado também toda a colocação que Luis Fernando Sayão nos apresentou em seu texto "Afinal, o que é Biblioteca Digital", onde nos mostra a visão e aplicação da BD em diversos domínios e também a história da diversidade da sua conceituação.

    Zeila Cristina Gontijo Gumaraes - 5° Periodo - Tarde

    ResponderExcluir
  149. Priscila Ribeiro Azevedo7 de abril de 2015 13:50

    Na biblioteca digital têm dois aspectos problemáticos: o respeitar os direitos de propriedade intelectual no ambiente digital e enfrentar uma cultura econômica para qual o valor está na escassez dos recursos. Por isso se vê alguns problemas legais da biblioteca digital como: o conhecimento exato de quem detém os direitos de propriedade intelectual de recurso digital; as condições contratuais das licenças; a proteção da privacidade do autor; a atenção no sentido de preservar a integridade do texto. Os direitos de propriedade intelectual abrangem a propriedade literária e cientifica, a propriedade industrial, mas é sobre tudo o direito de autor e o direito de reprodução que interessam às bibliotecas digitais. Pode-se ver que a nova tecnologia colocou em crise o equilíbrio antes conquistado e tornou mais aguda a tensão entre as partes. Os direitos autorais mostraram o aumento de sua duração para 70 anos. São protegidas pelos direitos autorais as obras literárias, peças teatrais, composições musicais, filmes e espetáculos de televisão. As controladas proibidas ou permitidas em certas condições, são: a cópia, a difusão público, o empréstimo, a representação da obra para o público, a transmissão pela televisão, a adaptação ou manipulação. Não haverá biblioteca digital se não for resolvido o problema dos direitos autorais. O segundo problema diz a respeito à proteção na obediência aos direitos de propriedade intelectual. Para coibir a infração aos direitos de autor há duas possibilidades: as licenças e as exceções. As bibliotecas digitais enfrentam dois tipos de problemas, o primeiro diz a respeito ao que é abrangido no respeito aos direitos de propriedade intelectual, a segunda diz a respeito à proteção contra usos não permitidos do recurso digital.

    ResponderExcluir
  150. Thalita Davillis C. de Souza/ 5° Biblioteconomia- Noite

    O mapa conceitual expressa claramente o objetivo da biblioteca digital e a eficiência que as bibliotecas digitais também tem que ter para oferecer para os seus usuarios busca e recuperaçao da informação com qualidade.

    ResponderExcluir
  151. Shirley Jorge - 5 período11 de maio de 2015 20:03

    O mapa conceitual é muito bem explícito, com as definições das áreas, com as informações a respeito da biblioteca digital que tem a vantagem do acesso em qualquer lugar, eliminando as barreiras físicas.

    ResponderExcluir
  152. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  153. Eliude Leal / 5º Periodo Biblioteconomia- Noturno

    O contexto da biblioteca digital é complexo e passa por grandes transformações e através do mapa conceitual é possível perceber que essa complexidade perpassa varias esferas da relação informação e indivíduos, nas diversas áreas como a geração e publicação de conhecimento, manifestações artísticas e culturais, governamentais, etc. E segundo SAYAO: “Esse contexto de rápidas transformações oferece as condições primordiais para o estabelecimento de uma infraestrutura técnica que viabiliza o surgimento de diversas atividades centradas no conhecimento e na informação globalmente distribuídos.” A biblioteca digital pode ser considerada objeto de estudo que ainda causa dúvidas em seu contexto e definição, não apenas para os profissionais da área como também para os usuários de informação.

    ResponderExcluir
  154. Caroline Felema dos Santos / 5º Período Biblioteconomia - Noturno

    Eu concordo com Sayão quando ele afirma que a biblioteca digital possui várias faces assim sendo, fica difícil definir completamente o significado da mesma, pois, ela constitui um novo modo de distribuição da informação que se reconfigura de acordo com os seus usuários que estão espalhados por diversas áreas (pesquisadores, educadores, arquivistas, entre outros).
    Logo, não tem como pensar em biblioteca digital sem pensar na biblioteca tradicional, pois, uma é a extensão da outra, sendo que, ambas visam à propagação da informação e do conhecimento através de suas coleções, serviços e pessoas que estão comprometidas com a disseminação, o uso e a preservação de dados. Portanto, o surgimento da biblioteca digital (tecnologia) trouxe um ganho imensurável para a sociedade.

    ResponderExcluir
  155. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  156. Quando iniciei a minha graduação em biblioteconomia, ano de 2012, a biblioteca digital era encarada com medo e rejeição pelos os profissionais da informação. Perguntas e questionamentos pertinentes circulavam nos corredores das universidades, nos bate papo da pausa para o cafezinho, também presente nas redes sociais sobre: biblioteca tradicional x biblioteca digital; profissional da informação x Internet. Parte dessa discussão serve como pano de fundo para o desconhecimento da estrutura da internet e os recursos disponíveis.
    O Mapa conceitual ilustra fielmente o artigo Afinal, o que é biblioteca digital? a importância dos bibliotecários, arquivistas e museólogos nesse espaço “adquire o conhecimento, organiza o conhecimento, dissemina o conhecimento” e no artigo Sayão pontua que a BD está em processo gradual assim como o conhecimento.

    Madelaine Iracema Rodrigues Barbosa/ 5 ° período Biblioteconomia- Noite

    ResponderExcluir
  157. Filipi Soares, Graduando em Bbiblioteconomia, 5º Período (vespertino).

    O mapa conceitual é bem estruturado e representa bem as ideias de Sayão em relação ao conceito de biblioteca digital. Penso que a biblioteca digital desempenha importante papel na sociedade contemporânea, principalmente em tempos de Google. Há muita informação disponível, mas não está organizada. Este é um problema grave, com certeza. Além da dificuldade em se recuperar informações dispersas, a falta de organização implica na perda de informação, problema recorrente na web. A biblioteca digital tende a organizar estas informações digitais (ou documentos em formato digital) visando a posterior recuperação destas informações por usuários em diferentes localizações geográficas. Além de indexar os materiais (muitas bibliotecas digitais usam a indexação por vocabulário controlado ao invés de catalogação), as bibliotecas digitais disponibilizam os documentos em texto completo, o que garante maior tempo de vida e disponibilidade deste na web, pois elimina o risco dos terríveis “links quebrados” – a mudança de domínios na web ocorre com frequência, o que pode quebrar links e tornar um documento irrecuperável.

    ResponderExcluir
  158. Apesar de Sayão de discursar sobre como enxerga a Bibilioteca Digital, no momento em que caracteriza a Biblioteca Digital como algo de várias faces, fica nítida a complexidade da definição da BD, afinal esta é definição dele, e como nossa área científica é subjetiva, é possível que daqui uns anos outra definição mais seja mais "completa", dito isso, acredito que sua abordagem mais generalizada quanto as definições das faces da BD nos proporciona uma amplitude para outros sistemas de informação de certa forma, se encaixarem com pelo menos 2 das caracteristicas da BD, sendo assim proporcionando uma facilidade para troca de informações e sua difusão. Ao meu ver a Biblioteca Digital é uma especie de ferramenta de uma SRI para disseminação ampliada da informação qualificada, o que é excelente para a sociedade moderna, afinal quanto mais informação de qualidade espalhada pelas mentes famintas de conhecimento maior o sucesso de nossa profissão.

    ResponderExcluir
  159. Ana Paula Valgas Franca - aluna do 5º Período Biblioteconomia / noturno 2016/1

    Concordo com Sayão quando diz que "não se tem um consenso estável do que seja exatamente uma biblioteca digital e das suas vinculações com a biblioteca tradicional e com a biblioteconomia. O termo "biblioteca digital" vem sendo aplicado a uma variedade extraordinária de coisas - do catalogo on-line de comércio eletrônico à coleção de programas de computadores -, grande parte delas desvinculada do conceito que temos de biblioteca." Realmente a definição deste termo está em evolução, sendo construída, faltando clareza para a sua compreensão. O mapa está alinhado com o texto de Sayão e permite apreender o que se tem de entendimento atualmente sobre biblioteca digital. Percebo que alguns autores não diferenciam ou até mesmo não desvinculam os conceitos de biblioteca digital e biblioteca virtual. Como futuros profissionais bibliotecários necessitamos compreender e conhecer e saber gerir uma Biblioteca Digital.

    ResponderExcluir
  160. Janine Carla Viana Pereira28 de março de 2016 17:20

    Janine Carla Viana Pereira - Aluna do 5º período de Biblioteconomia/noturno 2016 - 1

    Este mapa resume o que o que Sayão conceitua em seu artigo.
    Mesmo que o termo biblioteca digital ainda esteja em formação, Sayão relata definições de uma biblioteca digital, mostra suas características, faz comparações entre biblioteca digital e a convencional e também mostra que há características em comum entre elas.
    Percebe-se também que a biblioteca digital vem melhorando os recursos organizacionais que são uns dos principais objetivos da biblioteca digital e assim ampliando o acesso e a recuperação da informação com facilidade e praticidade.

    ResponderExcluir
  161. Hudson Soares Ferreira - Biblioteconomia 5 período - Noturno.

    É difícil comparar a biblioteca digital com a biblioteca tradicional, uma vez que a biblioteca tradicional oferece serviços que a biblioteca digital ainda não disponibiliza. Posso citar como exemplo os serviços de referencia de uma biblioteca tradicional no qual o usuário, através da orientação do bibliotecários, tenha acesso a informação de que necessita.
    Vale ressaltar que através do mapa conceitual, temos uma ideia superficial do grande público que uma biblioteca virtual atende, onde só faz-se mais necessário ter a figura do bibliotecário de referência.
    Há também as questões com relação a confiabilidade dos documentos disponibilizados no meio virtual, uma vez que são passíveis de fraudes e violações de direitos autorais.
    Sintetizando, uma biblioteca digital oferecendo todos os serviços de uma biblioteca tradicional ainda é uma utopia visto a simples dificuldade de se definir propriamente quais os serviços ela poderia oferecer ao usuário.

    ResponderExcluir
  162. Os argumentos a favor das Bibliotecas Digitais são muitos... é bastante favorável o rompimento da barreira do tempo, onde uma notícia demorava muito tempo para recebê-la, hoje, em questão de segundos, é mundialmente conhecida. Por outro angulo, com a vida cotidiana cada vez mais corrida, quem tinha a desculpa de não frequentar bibliotecas por falta de tempo, não pode mais usar esta como desculpa. Como se diz Vannevar Bush, preocupado com o crescimento da produção e registro da informação, seu armazenamento e principalmente a sua consulta e seleção previu, em 1945, o futuro dos repositórios de informação e apresentou o Memex, de sua criação “um dispositivo em que o indivíduo armazenará seus livros, seus registros, suas anotações, suas comunicações. O dispositivo será mecanizado de modo a poder ser consultado com extrema velocidade e
    flexibilidade” (BUSH, 1945).

    ResponderExcluir
  163. Necessário falar a respeito de nomenclatura.....

    Analisando o texto do Sayão (2000), ele deixa para reflexão o comentário de Braude (1999) que questiona um pouco a falta de necessidade dessa variação de nomes para a bilioteca e que, acredito eu, deve ser discutida, visto que, citando o artigo do autor, se tomarmos que a biblioteca é um meio entre usuário e a informação que ele precisa não há porque uma nova nomenclatura simplesmente porque o suporte da informação mudou.

    A biblioteca digital ainda irá trabalhar com a informação assim como a biblioteca tradicional, o que está mudando é apenas o suporte em que esta está e a postura do profissional bibliotecário que passa a ter uma visão ampla da biblioteca e de seus usuários.

    Não vejo a necessidade de uma nova nomenclatura, que inclusive não está bem definida, mas a necessidade de um reajuste do bibliotecário e de como este deve trabalhar com a informação independente de seu meio. Biblioteca digital ou tradicional, ambas devem cumprir com o dever de solucionar o problema informacional de seus usuários e democratizar a informação.

    Qual grande problema de colocar tipologias para a biblioteca baseando apenas no suporte da informação?

    Acredito que os efeitos de colocar tipos de bibliotecas pode gerar uma hierarquização desses tipos e causar a desvalorização da biblioteca vista como tradicional, ainda que atenda seus usuários, apenas porque esta, independente da razão, não está tecnológica suficiente comparada com uma biblioteca digital.

    Em suma, penso que a biblioteca deva ser chamada apenas de biblioteca já que vai manter suas funções independente do meio em que a informação se localize.

    BRAUNDE, R. M. Virtual or actual: the term library is enough. Bulletin of the Medical librarians association, v. 87, n. 1, 1999.
    SAYAO, Luis Fernando. Afinal, o que é biblioteca digital?. Rev. USP, São Paulo, n. 80, fev. 2000.

    ResponderExcluir
  164. Gustavo Hilário - Biblioteconomia quinto período noturno

    Como apresentado por Sayão e corroborado pelo mapa, o termo biblioteca digital remete a muitos significados. E os vários termos "parecidos" (biblioteca eletrônica, virtual), acabam causando uma pequena confusão. Segundo o próprio Sayão, não existe exatamente um ponto que determina de maneira totalmente consistente a diferença entre essas bibliotecas, atualmente não existe um limite que deixe isso 100 % claro, um delimitador que separe o joio do trigo. Isso vai variar de individuo para individuo, suas experiências anteriores, seu conhecimento atual. São várias variáveis que vão influenciar para que um individuo chegue a conclusão sobre qual tipo de biblioteca é esta ou aquela. E a tecnologia ainda vai evoluir muito, assim como a sua relação com as bibliotecas, então acredito que no futuro os termos estarão bem mais definidos e o assunto estará bem mais claro e embasado.

    ResponderExcluir
  165. Pelo o que diz o texto as Bibliotecas Virtuais não é equivalente a uma mera coleção digitalizadas apoiada por uma ferramenta de gestão de informação. Mas elas incluem as funcionalidades das bibliotecas tradicionais, mas potencialmente vão além em escopo e significado. Todos os valores e funções da biblioteca tradicional continuam válidos, o que muda são os objetos físicos que formam a biblioteca e, naturalmente, o instrumental tecnológico para manipulá-los.

    ResponderExcluir
  166. O termo Biblioteca digital traz uma diversidade de definições, influenciadas pelos atores envolvidos e suas áreas de atuação. O mapa conceitual possibilita a representação visual de conceitos que podem ser associados e relacionados a informações relevantes, permitindo maior interação e reflexão sobre o tema proposto, neste caso a Biblioteca Digital. Sayão utiliza bem esta ferramenta trazendo clareza e sintetizando a apresentação do conceito.

    ResponderExcluir
  167. Fernanda Resende Sobreira29 de março de 2016 23:12

    Este mapa conceitual consegue ajudar na compreensão de forma mais sintetizada e organizada visualmente do que é dito por Sayão (2008-2009) em seu artigo "O que é Biblioteca Digital", onde ele expõe os vários conceitos que a biblioteca digital assume para as diferentes áreas com que conversa. E com isso ele demonstra o porquê da falta de um conceito único para a biblioteca digital, já que ela adquire diferentes significados para cada área, e nenhum deles está errado, o conceito de biblioteca digital ainda está se desenvolvendo e com o avanço da tecnologia novas possibilidades de serviços e novos sentidos para ela são descobertos e criados. E vendo este mapa é possível distinguir perfeitamente esses nuances que Sayão nos mostrou. (Fernanda Resende Sobreira - 5º Período, Biblioteconomia - diurno)

    ResponderExcluir
  168. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  169. O contexto em que as bibliotecas digitais surgem, é dinâmico, com a integração das tecnologias digitais e com a disponibilidade de conteúdos cada vez mais fáceis e rápidos. Ponto interessante de observar, e que caiu no gosto popular, é a ideia do Google ser uma ferramenta que resolverá todos os problemas e a falta de informação. Mas qual informação está sendo disponibilizada ali? Não há um conceito estabelecido para essas bibliotecas, é um meio complexo envolvido em tecnologias, organizações e diferentes usuários com multiplicidade de pensamentos e demandas. Mas mesmo sem conceito definido, as bibliotecas digitais demonstram ser uma continuidade evolutiva das bibliotecas, pois trazem algo a mais, como um acesso mais rápido a uma informação ou serviço. O mapa conceitual sintetiza alguns pontos propostos por Sayão, como a facilidade do acesso, a complexidade da Biblioteca Virtual, tornando mais fácil de compreender e interligar as ideias.
    (Ruth Almeida Nonato - Biblioteconomia- 5º Período diurno)

    ResponderExcluir
  170. O mapa mental esclarece bem o que é dito por Sayão (2008-2009) sobre o conjunto de possibilidades que a biblioteca digital possui, como o acesso e uso globalizado de informações (em níveis acadêmicos, educacionais e culturais), a cooperação entre pesquisadores e profissionais e todo o mercado que se cria entorno disso. Como é dito pelo autor no artigo: "[...]biblioteca digital parece antes querer reforçar os fundamentos da biblioteca e da biblioteconomia do que aniquilá-los, como temem alguns."(p. 13), a biblioteca digital deverá se adaptar e se consolidar juntamente com o avanço da tecnologia, sem necessariamente excluir a ideia tradicional sobre bibliotecas. O campo apresenta grande potencial de crescimento e evolução, onde os profissionais da área deverão acompanhar tal desenvolvimento de maneira conjunta.

    (Arthur Costa - Biblioteconomia - 5ª período diurno)

    ResponderExcluir
  171. Sempre tive o “pré-conceito” de que biblioteca digital se tratava de um site, de uma biblioteca convencional, onde neste site estavam o seu acervo digitalizado. Mas com o avançar do curso e os textos da área, como o do Sayão, entendi o quanto uma biblioteca digital vai além disso. O texto do Sayão nos remete ao conceito da biblioteca digital e o mapa acima nos remete à imagem do que é uma biblioteca digital. Faço destaque a seguinte frase do Sayão, que é nitidamente explicada pelo mapa: “Termos como “redes de conhecimento”, “colaboratórios”
    e bibliotecas digitais têm significados que
    se misturam.” ( SAYÃO, 2008-2009, p.8)

    Silene Penha Machado
    5º perído – Biblioteconomia

    ResponderExcluir
  172. O mapa conceitual remete aos temas explorados por Sayão. A partir do mapa é possível revisitar termos, conceitos e as questões que envolvem a concepção de biblioteca digital. Podemos ver a importância da biblioteca digital como meio de acesso universal a representações digitais de conteúdos que conecta pessoas com informações. O mapa ainda aponta que a biblioteca digital, como a conhecemos hoje, ainda é um estágio inicial do que futuramente se tornará uma parte substancial do conhecimento humano. o autor afirma que as bibliotecas digitais se tronarão "palácios híbridos de acesso à informação e ao conhe­cimento distribuído, para onde convergem e se integram todos os tipos de mídias."


    Pétalah Augusto Lotti
    5º perído – Biblioteconomia – Noturno

    ResponderExcluir
  173. São 3 termos que se completam: BIBLIOTECA, DIGITAL e MOVIMENTO, a biblioteca digital está intrinsecamente ligada ao conceito de biblioteca na sua essência e o movimento contínuo é da natureza do conhecimento e das formas de se disponibilizá-lo e compreender sua necessidade. Sendo assim, acredito que não só na última década, mas que o futuro será sempre um eterno movimento em prol do aperfeiçoamento, crescimento e solidificação do termo e de sua abrangência, igualmente ocorre com a biblioteca desde seu surgimento. O mapa conceitual pode ser considerado um texto dinâmico, que nos faz interagir com cada um dos pontos neles ligados e ampliando a visão do conceito, da função e da utilização da biblioteca digital. (DANIELA MELO - 5º PERÍODO NOITE 2016/1

    ResponderExcluir
  174. Apesar do nome de Biblioteca Digital, ela tem diversos conceitos, de acordo com a área em que esteja em análise. Isso demonstra a importância que a temática e discussão tem para diferentes pessoas de diferentes áreas. Apesar da complexidade, a biblioteca digital tem a mesma função de sua irmã mais nova: a biblioteca tradicional e física. A biblioteca digital se mostra não como uma alternativa à biblioteca tradicional, mas um novo paradigma, coexistindo através dos avanços tecnológicos da computação e como resposta as antigas demandas sociais por informação. O mapa mental demonstra exatamente essa faceta complexa e criativa que a biblioteca digital aborda.

    GABRIEL TEXIEIRA - 5º PERÍODO NOITE 2016/1

    ResponderExcluir
  175. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  176. A biblioteca digital é o conteúdo útil e significativo que foi digitalizado que permite ao usuário realizar um acesso a distância e de baixo custo.
    Analisando o mapa conceitual é possível os recursos disponíveis e constatar a importância das duas bibliotecas no universo do bibliotecário e seus usuários.

    ALINE GREGÓRIO - 5º PERÍODO - NOTURNO

    ResponderExcluir
  177. Nayara Priscila 5º período tarde (07/04/2016)

    A Biblioteca digital é algo fantástico pois ela atraí varias outras áreas do conhecimento para sí... O que é interessante e em nenhum momento as utras áreas como museologia e arquivologia perdem a sua essência estão unido com a Biblioteca digital. O mapa conceitual é algo que mostra isto para nós de forma clara e esclarecedora!

    ResponderExcluir
  178. Tanto o mapa conceitual quanto o artigo de Sayao buscam definir o conceito de biblioteca digital, que ainda está em construção e é determinado de maneira diferente dependendo da área do conhecimento. Além de caracterizar e demonstrar as vantagens e os desafios das bibliotecas digitais, Sayao levanta questões relevantes a respeito da biblioteca tradicional (física) X biblioteca digital (virtual): a biblioteca convencional não precisa deixar de existir com o advento da virtual, mas precisa se adaptar às novas tecnologias; o conceito de biblioteca tradicional permanece o mesmo e o da biblioteca digital será um conceito mais abrangente da tradicional e, a definição de biblioteca digital não está restrita as tecnologias de informação, primordialmente ainda se refere a disponibilização da informação, assim como nas bibliotecas tradicionais, entretanto através dos serviços e coleções em meio eletrônico.

    Raíssa Hamanaka - Biblioteconomia - 5º período - Tarde - TA1

    ResponderExcluir
  179. Marcilea Caroba

    Expressar visualmente a informação através do mapa conceitual possibilita uma leitura fácil e dinâmica das ideias recorrentes, ainda mais que a biblioteca digital tem muitos conceitos e nenhum a define completamente. São vários conceitos para diversas áreas e utiliza o tema de acordo com seus interesses. O que percebemos é que a biblioteca digital ainda em fase de finalização de sua definição. E ter em mente que essa não pode ser somente um repositório de informações digitais já é um grande passo para torná-la em um espaço dinâmico. A integração de coleções, serviços e pessoas na sustentação do ciclo da informação é um importante marco para o benefício da sociedade, principalmente a brasileira.

    ResponderExcluir
  180. O mapa conceitual organiza as ideias do artigo do Luis Fernando Sayão com clareza e objetividade. Afinal o que é biblioteca digital? Um paradigma de sistemas e serviços bibliotecários? Varias iniciativas tem sido desenvolvidas em torno dessa ideia: o uso das diversas tecnologias na organização, guarda e disseminação da informação. A biblioteca digital combina a estrutura da biblioteca tradicional com o digital, é a evolução, o avanço, o caminho natural neste mundo tecnológico. Áurea Lana Leite (5º período 2016/2)

    ResponderExcluir
  181. O mapa conceitual organiza as ideias do artigo do Luis Fernando Sayão com clareza e objetividade. Afinal o que é biblioteca digital? Um paradigma de sistemas e serviços bibliotecários? Varias iniciativas tem sido desenvolvidas em torno dessa ideia: o uso das diversas tecnologias na organização, guarda e disseminação da informação. A biblioteca digital combina a estrutura da biblioteca tradicional com o digital, é a evolução, o avanço, o caminho natural neste mundo tecnológico. Áurea Lana Leite (5º período 2016/2)

    ResponderExcluir